Details

Modificação superficial de polietileno de baixa densidade atraves de enxertia quimica e fotoquimica para fins biomedicos

by Batistom, Mariza

Abstract (Summary)
Na tentativa de aumentar a biocompatibilidade de polímeros, dois tipos de enxertia foram realizados utilizando-se polietileno de baixa densidade (LDPE) como substrato: enxertia química e fotoquímica. No caso fotoquímico, desenvolveu-se um reator para a realização da enxertia de três monômeros: ácido acrílico, acrilamida e metacrilato de glicidila. No copolímero enxertado com metacrilato de glicidila imobilizou-se heparina, que é um anticoagulante, e albumina, uma proteína passivadora de superfície. A imobilização de heparina e albumina também foi realizada através de enxertia química usando um agente de ligação, o polietilenoimina. As técnicas para caracterização de superfície utilizadas foram: Espectroscopia de Infravermelho de Reflexão Total Atenuada (ATR-IR), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), medidas de ângulo de contato e métodos colorimétricos. Para a caracterização quanto à trombogenicidade foram realizados testes in vitro de adesão plaquetária e Tempo de Trombosplatina Parcial Ativado (TTPA). Todas as reações de enxertia foram confirmadas através dos espectros de A TR -IR. A imobilização de albumina e heparina foram também confIrmadas através de testes colorimétricos. Os tratamentos realizados foram eficientes para a inibição de adesão plaquetária, mas apenas o copolímero LDPE-g-ácido acrílico apresentou aumento no tempo de coagulação medido através do TTP A
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Lucia H. Innocentini Mei; Lucia Helena Innocentini Mei [Orientador]; Olga Zazuco Higa; Sergio Persio Ravagnani

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Enxertia

ISBN:

Date of Publication:02/20/1995

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.