Details

A representação social do papel de gestores em organizações não governamentais

by Serafim, Lia Sales

Abstract (Summary)
As discussões acerca da ausência de um modelo de gestão adequado às particularidades das organizações do terceiro setor, não tem sido impeditivo à expansão acentuada nas últimas décadas. É na tentativa de compreender o fenômeno a partir do olhar daqueles que conduzem as organizações sociais, que o presente trabalho buscou suporte na teoria das representações sociais para compreender a noção que gestores de organizações do terceiro setor, situadas emFortaleza ?CE, possuem do papel que exercem e como essa noção influencia na condução das atividades organizacionais. Este trabalho investigou as representações sociais de gestores de quatro categorias de organizações não-governamentais, cada categoria contando com duasunidades. As categorias de organizações não-governamentais pesquisadas são: de integração social através da arte e educação, de prevenção e tratamento de dependência de álcool e drogas ilícitas, de assistência à saúde infantil e de ação comunitária. Utilizando a abordagem societal de Doise, esta pesquisa analisou as representações sociais do papel de gestores sociais traduzidos via processos intra-individuais, inter-individuais e situacionais de suas ações, enfocando sistemas de crenças, valores, símbolos e histórias que dão sentido à existência das organizações não-governamentais. A análise e discussão dos dados apontaram que existe umadiversidade de leituras de gestores nas suas práticas de gestão, ou seja, a face que a gestão possui é a face do próprio líder. O ramo de atuação da organização também é fator preponderante para a modelagem de um estilo de gestão. Pode-se deduzir, partindo das organizações sociais pesquisadas que, a formação profissional e, principalmente, a inserção social do gestor são fatores determinantes para o delineamento de um modelo de gestão próprio. Conclui que, dada a heterogeneidade dos interesses e segmentos de atuação das organizações sociais, os processos de formação para a gestão social tornam-se complexos. Os gestores articulam estilos de gestão ancorados nas próprias percepções de atingimento de objetivos organizacionais, modelando-os de acordo com as contingências da organização
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maurício Roque Serva de Oliveira; Washington José de Souza; Antônio Sérgio Araújo Fernandes

School:Universidade Federal do Rio Grande do Norte

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:ADMINISTRACAO Terceiro setor Gestão social Representações sociais

ISBN:

Date of Publication:09/06/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.