Details

Autoconsciência situacional, imagens mentais, religiosidadee estados incomuns da consciência : um estudo sociocognitivo

by do Nascimento, Alexsandro Medeiros

Abstract (Summary)
Presencia-se neste início de século um renascimento dos estudos da consciência, da autoconsciênciae de processos de alta ordem relacionados ao self humano. No que se refere especificamente àautoconsciência, aqui definida como consciência de alta ordem ou capacidade do self de prestaratenção a si mesmo (Duval amp; Wicklund, 1972), tem crescido a percepção do profundodesconhecimento vigente quanto aos mecanismos cognitivos que mediam autoconsciência em sereshumanos, apesar de alguns mecanismos de mediação estarem na atualidade sendo propostos comocandidatos a este papel como a autofala e imagens mentais (Morin amp; Everett, 1990; Morin, 2004;2005). A partir de um enfoque sociocognitivo, representacional e fenomenal (Morin, 2004; Paivio,2007; Shanon, 2004; L?Écuyer, 1975) investigou-se os processos cognitivos mediadores deautoconsciência, propiciando o teste empírico da hipótese da mediação por Imagens Mentais, narelação com a religiosidade e os estados da consciência em universitários recifenses. Nocumprimento deste objetivo principal, o Estudo 1 de perspectiva correlacional procedeu à avaliaçãopsicométrica de 04 instrumentos através da Análise dos Componentes Principais, com dadoscoletados numa amostra de 958 estudantes universitários, com idade média de 24,5 e idadesvariando de 17 a 55 anos, os quais responderam às 04 medidas relatadas, a saber, a Escala deAutoconsciência Situacional (EAS), a Escala de Autoconsciência Disposicional (EAD), a Escala deReligiosidade Global (ERG) e o Teste de Habilidades de Visualização de Imagens Mentais (THV),com suas duas séries independentes ? a Série Self (THV-S) e a Série Não-Self (THV-NS). Asanálises revelaram terem as medidas excelentes qualidades psicométricas, estando aptas ao uso empesquisa cognitiva e aplicações diagnósticas psicossociais. Ainda neste estudo, testou-se a hipóteseda mediação cognitiva de Autoconsciência por Imagens Mentais através do teste de Correlação dePearson aplicado às diferentes medidas, tendo-se encontrado evidências corroboradoras do uso dasImagens Mentais com fins de autofocalização, como também de uma relação estreita entre osfatores dos dois tipos de autoconsciência investigados na tese ? autoconsciência enquanto estado eenquanto traço, e de níveis mais altos de autoconsciência nos grupos de universitários religiosos,especialmente católicos e protestantes. O Estudo 2 objetivou descrever a estrutura da mediaçãocognitiva de autoconsciência por Imagens Mentais e Autofala na relação com as consciências deVigília e em estados incomuns da Consciência, através de uma Tarefa de Autoconsciência e deEntrevista cognitivo-fenomenológica de exploração dos estados autoconscientes. Participaram doestudo 34 estudantes universitários, cujas entrevistas de cerca de 1.5 horas em média de duraçãoresultaram num corpus qualitativo que foi submetido à Análise de Conteúdo para explicitação dasmediações cognitivas e à análises multidimensionais não-métricas de tipo SSA (Análise de Estruturade Similaridade, ver Roazzi, 1995) e à Técnica das ?variáveis externas enquanto pontos? (Cohen amp;Amar, 1999), as quais permitiram a descrição rigorosa das dimensões mediativas subjacentes aosestados autoconscientes e de sua complexa fenomenologia associada. Em síntese, os estudoscorroboraram a hipótese da mediação de autoconsciência por Imagens Mentais, e evidenciaram opapel das mesmas e da religiosidade na conformação dos estados autoconscientes em diferentesplataformas de organização do sistema cognitivo da consciência
Bibliographical Information:

Advisor:Antônio Roazzi

School:Universidade Federal de Pernambuco

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:autoconsciência mediação cognitiva imagens mentais religiosidade estados daconsciência self awareness cognitive mediation mental imagery religiosity states ofconsciousness psicologia

ISBN:

Date of Publication:08/18/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.