Details

Bactérias resistentes e multirresistentes a antibióticos nos pacientesinternados em uma UTI de adultos de hospital universitário brasileiro

by de Carvalho, Rodolfo Henriques

Abstract (Summary)
Infecções hospitalares causadas por bactérias resistentes a antibióticos representam umproblema expressivo quanto à morbidade, mortalidade e custos hospitalares,especialmente em unidades de terapia intensiva. Esse trabalho avaliou as freqüências defenótipos de resistência a antimicrobianos dos patógenos epidemiologicamenteimportantes, isolados de pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) empacientes críticos e de infecções de trato urinário (ITU) e de corrente sangüínea (ICS)em pacientes críticos e não críticos. Foi feita uma vigilância epidemiológica ativa naUnidade de Terapia Intensiva de adultos (UTIA) do Hospital de Clínicas daUniversidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), no período de um ano, coletando-sedados e espécimes clínicos para diagnóstico de PAV e ITU; além da coleta de dados nolaboratório do HC para definir as ICS em pacientes críticos e não críticos e as ITU emunidades não críticas; adicionalmente, foram realizados no período do estudo, inquéritosmensais da prescrição de antimicrobianos na UTIA. Houve um predomínio doStaphylococcus spp coagulase negativo como agente etiológico das ICS em pacientescríticos (24,6%) e não críticos (30,6%) com 60,0% dos isolados resistentes a oxacilina;da tribo Klebsielleae (23,4%) e da E. coli (29,6%) como causa de ITU em pacientescríticos e não críticos, respectivamente, com resistência acima de 20,0% àscefalosporinas de terceira geração e da P. aeruginosa (42,0%) em isolados de PAV,com resistência acima de 70,0% para imipenem e fluoroquinolonas. A pesquisa doconsumo de antibióticos na UTIA apontou as cefalosporinas (49,6%), seguidas porvancomicina (37,4%) e carbapenêmicos (26,6%) como os antimicrobianos maisprescritos na unidade. Comparando nossos achados com outros estudos epidemiológicosem unidades críticas e não críticas nacionais e internacionais, observou-se um elevadoisolamento de fenótipos de resistência em nosso hospital, principalmente entre os Gramnegativos,entretanto, não foram observadas variações importantes entre o percentual defenótipos de resistência aos antimicrobianos isolados nas unidades críticas e nãocríticas, o que sugere que estes fenótipos se encontram disseminados no hospital, excetoa P. aeruginosa cuja freqüência de resistência foi mais expressiva nos isolados obtidosde pacientes críticos do que aqueles de unidades não críticas.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Geraldo Sadoyama Leal; Sergio Eduardo Longo Fracalanzza; Paulo Pinto Gontijo Filho

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Infecção hospitalar Epidemiologia Microrganismos multirresistentes IMUNOLOGIA APLICADA

ISBN:

Date of Publication:07/27/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.