Details

Caracterização molecular de alelos-S e de locosmicrossatélites em Prunus salicina (Lindl.)

by Mota, Monalize Salete

Abstract (Summary)
A cultura de ameixeira tem papel de destaque na fruticultura mundial. NoBrasil, o Estado do Rio Grande do Sul se destaca como maior produtor. Porém,mesmo apresentando elevado potencial de cultivo, alguns fatores têm limitado oaumento da produção, entre eles: a) a variabilidade de clima; b) o uso de porta-enxertos inadequados; c) a incapacidade de autopolinização da maioria dascultivares d) e a idoneidade genética do material vegetal. Diante disso, o objetivodeste trabalho foi identificar alelos-S relacionados à auto-incompatibilidadegametofítica em Prunus salicina (Lindl.) e caracterizar molecularmente as cultivarespor meio de locos microssatélites. Para tal fim foram analisadas 11 cultivares deameixeira japonesa [Santa Rosa, Santa Rita, Reubennel, Pluma 7, América, RosaMineira, Amarelinha, The First, Gulfblaze (Clone São Paulo), Gulfblaze (CloneGuaíba) e Harry Pickstone], por meio de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR)com três pares de primers específicos para amplificação de alelos-S e primers paracinco locos de microssatélites. Os experimentos foram desenvolvidos no Laboratóriode Cultura de Tecidos de Plantas ? Caracterização Molecular, do Departamento deBotânica da Universidade Federal de Pelotas. Na amplificação de alelos-S,constatou-se que as concentrações e condições de PCR utilizadas, bem como às combinações de primers, permitiram a efetiva caracterização de alelos-S nascultivares de P. salicina estudadas, bem como, a escolha das polinizadoras maiscompatíveis com as cultivares produtoras. O seqüenciamento de alguns dos alelos-Samplificados revelou elevada similaridade com seqüências de nucleotídeos jáidentificados em outros trabalhos com Prunus spp.. Na análise de cinco locos demicrossatélites obteve-se um total de 30 polimorfismos possibilitando uma claraidentificação dos genótipos de ameixeira japonesa, esclarecendo caso dehomonímia entre as cultivares Gulfblaze (Clone São Paulo) e Gulfblaze (CloneGuaíba), no entanto, os polimorfismos não foram suficientes para obter uma boaestimativa da variabilidade genética e análise de agrupamento dos genótipos deameixeira japonesa avaliados.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:José Antonio Peters; Eugenia Jacira Bolacel Braga; Valmor João Bianchi

School:Universidade Federal de Pelotas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Fisiologia vegetal Ameixeira japonesa Seqüências simples repetidas-SSR Auto-incompatibilidade FISIOLOGIA VEGETAL

ISBN:

Date of Publication:07/31/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.