Details

Monitorização intensiva de reação adversa a medicamentos em pacientes hospitalizadas em Fortaleza-Ceará

by Oliveira Brizeno, Mariana de

Abstract (Summary)
O elevado grau de utilização da oxacilina nos hospitais do Brasil e a inexistência de dados científicos que comprovem sua segurança justificam a necessidade da realização de estudos bem planejados que visem testar a existência de fatores desencadeantes das reações.OBJETIVOS: Estudar a utilização da oxacilina e a ocorrência de reações adversas em duas populações distintas, apontando fatores de risco associados. METODOLOGIA: Foram acompanhadas crianças expostas à oxacilina no Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), entre outubro/2000 e julho/2001, e no bloco D do Hospital Infantil Albert Sabin, entre julho/2001 e março/2002 (PRIMEIRO ESTUDO); e também, os pacientes adultos e as crianças expostos à oxacilina no HUWC, no período de julho a outubro de 2003 (SEGUNDO ESTUDO). O seguimento de pacientes foi feito através de visitas diárias às enfermarias, análise de prontuários e prescrições, sendo observada a história clinica, medicamentos prescritos, resultados de exames laboratoriais, perfil de utilização da oxacilina, ocorrência de reação adversa à oxacilina (RAOx) e procedimentos adotados devido à RAOx. Os casos foram notificados e classificados quanto à causalidade e gravidade (nos dois estudos) e quanto ao tipo de hipersensibilidade (no segundo estudo), sendo realizados testes estatísticos pertinentes. RESULTADOS: PRIMEIRO ESTUDO: A amostra foi composta por 130 crianças, sendo observada uma maior exposição do sexo masculino (56,9%) e uma dose média de oxacilina utilizada, equivalente a 216,3 mg/kg/dia. A incidência acumulada (IA) de RAOx foi igual a 20,8%, para um total de 3352 pacientes/dia acompanhados (densidade de incidência/ DI = 0,8). De 43 reações relatadas, as mais freqüentes foram febre (50%) e rash cutâneo (35,7%), A conduta mais utilizada na ocorrência de RAOx foi a suspensão do uso da oxacilina (51,9%). A maioria das reações tiveram causalidade Provável (55,6%) e gravidade Moderada (92,6%). As médias do tempo de exposição à oxacilina e do tempo de internamento, diferiram significantemente entre os grupos de pacientes com e sem RAOx. O risco relativo (RR) da exposição à oxacilina por mais de 14 dias foi de 5,46 para a ocorrência de RAOx. SEGUNDO ESTUDO: Dos 76 pacientes monitorizados, 36,8% referiram antecedentes alérgicos, dos quais 72,5% foram atribuídos ao uso de medicamentos. A oxacilina foi primeira escolha para o tratamento de 75% dos pacientes monitorizados e a ceftazidima, a associação mais utilizada (22%). A dose média prescrita de oxacilina foi de 206mg/kg/dia e o tempo médio de exposição, igual a 15 dias. A ineficácia terapêutica e a ocorrência de reação adversa, foram os causadores da suspensão do tratamento com oxacilina em 21,1% e 15,8% dos casos, respectivamente. O tempo de internação dos pacientes foi em média 32,4 dias. Observou-se uma IA de RAOx igual a 31,6%, para um total de 2463 pacientes-dia monitorizados (DI = 0,97). As reações mais freqüentes foram: aumento de transaminases (22,1%), febre (17,0%) e rash cutâneo (13,6%). A maioria das reações foi considerada de causalidade Provável (44,1%), gravidade Moderada (66,1%) e hipersensibilidade do tipo B (86,4%). A ocorrência de RAOx foi mais freqüente entre os pacientes com idade igual ou menor que 14 anos (P = 0,0159/ RR = 2,22) e a incidência de reação adversa a outros medicamentos, foi maior no grupo de pacientes com RAOx (P = 0,0036/ RR = 2,66). Cerca de 34% dos pacientes monitorizados apresentaram pelo menos 01 problema relacionado com medicamento envolvendo a oxacilina (PRMOx), sendo identificado um total de 71 PRMOx, dos quais a ocorrência de reação adversa foi o mais freqüente (33,8%). CONCLUSÃO: Recomenda-se a administração cautelosa de oxacilina em crianças, com duração do tratamento estabelecida, evitando-se tratamento empírico e uso prolongado.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marta Maria de França Fonteles; Terezinha do Menino Jesus Silva Leitão; Jorge Luiz Nobre Rodrigues

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Monitorização Reação Adversa Oxacilina - efeitos adversos Fisiológica

ISBN:

Date of Publication:12/20/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.