Details

Análise genômica funcional do Trypanosoma cruzi submetido a diferentes tipos de estresse.

by Góes, Viviane Monteiro

Abstract (Summary)
A diferenciação dos epimastigotas (formas replicativas e não?infectivas) em tripomastigotas metacíclicos (formas não?replicativa e infectivas) é o processo denominado metaciclogênese. Um evento essencial para a metaciclogênese, que pode ser mimetizado in vitro, é o estresse nutricional que os parasitas enfretam nas porções posteriores do tubo digestivo do inseto vetor. Importantes mudanças no programa de expressão gênica ocorrem durante o estresse e desempenham um papel fundamental nas mudanças morfológicas e fisiológicas observadas durante a metaciclogênese. No entanto, poucas informações estão disponíveis em relação à capacidade e diferentes condições de estresse em disparar a metaciclogênese e, também, sobre os genes envolvidos na regulação dessas respostas. Para tanto, foi realizada uma análise comparativa das diferentes condições estresse (aumento temperatura, diminuição do pH e o estresse nutricional), em experimentos de metaciclogênese in vitro a fim de avaliar a capacidade de diferenciação do parasita diante de tais condições. Foi observado que todos os parasitas submetidos às condições de estresses são capazes de se diferenciar, entretanto, os parasitas provenientes dos estresses de pH e temperatura sofrem um retardo no disparo da metaciclogênese, porém esta diferença é minimizada até o final do processo. Para comparar as propriedades biológicas dos tripomastigotas metacíclicos originados de cada condição de estresse, foram feitos ensaios de infecção em células Vero e camundongos Swiss. Foi possível constatar que todos os tripomastigotas foram capazes de infectar as células Vero, assim como, infectar os camundongos. Para investigar a expressão dos genes foi utilizada a tecnologia de microarranjos. Foi selecionado um conjunto de 32 genes especificamente expressos nos tipos de estresse estudados. Para os genes selecionados foram realizadas análises quantitativas pela técnica de PCR em tempo real (RT-PCR) que validaram os dados de microarranjo tendo uma concordância de resultados de mais de 90%. Devido ao fato dos genes selecionados apresentarem, em geral, uma resposta similiar nos estresses estudados, também foi realizado uma análise específica dos dados de microarranjo e foram selecionados genes significativamente diferente entre os estresses. Concomitantemente, foram realizadas análises do proteoma utilizando LC-MS/MS, a fim de obter mais detalhes sobre a abundância relativa das proteínas de T. cruzi quando as distintas condições de estresse foram estabelecidas. Após a análise dos dados, 173 proteínas foram selecionadas como sendo provavelmente diferencialmente expressas nas condições de estresses analisada em relação às formas epimastigotas. Além disso, quando comparados os dados provenientes da proteômica com os dados de microarranjo foi observado um padrão mais complexo de expressão diferencial à nível de proteínas do que aquele observado no microarranjo. Com isso, podemos inferir que estes dados em conjunto indicam uma potencial importância da regulação pós-traducional no disparo da diferenciação celular das formas epimastigotas.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marco Aurélio Krieger

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:BIOLOGIA MOLECULAR Proteínas do Choque Térmico Animais Camundongos

ISBN:

Date of Publication:04/17/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.