Details

Variações florais e heterostilia em Palicourea rigida (Rubiaceae) nos cerrados do Brasil Central

by Oliveira Machado, Adriana de

Abstract (Summary)
A distilia é um polimorfismo floral controlado geneticamente, onde as populações apresentam indivíduos com flores longistilas, que possuem estiletes longos e estames curtos, e indivíduos com flores brevistilas, que possuem estiletes curtos e estames longos. Suas populações tendem a ser isopléticas, ou seja, com indivíduos dos dois morfos na proporção 1:1, e as anomalias referentes à distribuição dos morfos nas populações têm sido normalmente associadas à fragmentação de habitats e perturbações ambientais. Além das características morfológicas de estiletes/estigmas e anteras/grãos-de-pólen, estas flores podem ainda apresentar diferenças secundárias na morfologia. Plantas heterostílicas geralmente possuem um sistema de auto-incompatibilidade, onde só há formação de frutos nos cruzamentos entre morfos. Palicourea rigida é uma espécie tipicamente distílica de Rubiaceae, família que contém o maior número de espécies distílicas registradas. A espécie é amplamente distribuída nos cerrados brasileiros e é polinizada por beija-flores. O objetivo do presente trabalho foi estudar diferentes populações de P. rigida comparando a distribuição dos morfos florais e as características associadas à heterostilia para verificar se existem assimetrias entre os morfos e diferenças entre as áreas que pudessem ser associadas às condições ou mudanças ambientais. O trabalho foi realizado no Parque Estadual da Serra de Caldas Novas - PESCAN (GO) e na RPPN do Clube Caça e Pesca Itororó de Uberlândia - CCPIU (MG) onde foram avaliadas populações de P. rigida nos anos de 2005 e 2006. As populações foram caracterizadas quanto à densidade, altura e razão entre morfos dos indivíduos floridos. Quanto aos morfos florais, foram investigadas diferenças na morfometria, produção de néctar, sucesso reprodutivo e reações de incompatibilidade. Apesar de diferirem em densidade e altura dos indivíduos, ambas as populações foram isopléticas, com razão entre morfos não significativamente diferente de 1:1. As populações se mostraram distintas provavelmente devido à suas histórias de conservação, mas tais diferenças não parecem ter afetado as características associadas à distilia. A anisopletia foi observada para populações da espécie em Brasília e para outras espécies de Palicourea. Além da hercogamia recíproca, com diferenças marcadas entre estiletes e estames dos dois morfos, ainda houve diferenças no tamanho das anteras, dos estigmas e da corola que foram maiores em flores brevistilas. A produção de néctar variou em volume e concentração nas duas populações, mas não houve um padrão que pudesse ser associado a cada um dos morfos. Não houve diferenças quanto ao sucesso reprodutivo, que foi alto para os dois morfos e em ambas as populações, apesar da espécie ser marcadamente auto-incompatível. O sucesso reprodutivo foi considerado alto, sobretudo quando comparado com outras espécies auto-incompatíveis do Cerrado. Todos os pistilos de flores coletadas ao acaso dos dois morfos nas áreas de estudo mostraram grãos-de-pólen e tubos polínicos em profusão, o que indica alta eficiência de polinização. Houve diferença nos locais de formação das barreiras de incompatibilidade entre os morfos que corroboraram as observações anteriores para a espécie e o encontrado para várias outras Rubiaceae. De uma maneira geral a reação de incompatibilidade foi mais marcada e interrompeu o crescimento dos tubos polínicos no estigma do morfo brevistilo, enquanto foi mais variável e ocorreu ao longo do estilete no morfo longistilo. O principal visitante floral e polinizador, em ambas as áreas estudadas, foi o beija-flor Eupetomena macroura. A alta produtividade de frutos indica que os polinizadores efetivamente transportaram quantidades suficientes de grãos-de-pólen compatíveis entre os morfos, apesar de comumente apresentarem comportamento territorial.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ana Angélica Almeida Barbosa; Cibele Cardoso de Castro; Renata Carmo de Oliveira; Paulo Eugenio Alves Macedo de Oliveira

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Savanas neotropicais Ecologia vegetal

ISBN:

Date of Publication:02/28/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.