Details

Avaliação experimental da atividade antitumoral da vacina peptídica anticâncer (vacina Hasumi®)

by Pinho Pereira, Márcio Roberto

Abstract (Summary)
A vacina Hasumi é formada de peptídeos localizados na membrana plasmática de células tumorais e um extrato de baço bovino associado a substâncias imunoestimulantes. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o possível efeito anticâncer da vacina Hasumi, e seu possível mecanismo de ação, em animais inoculados com tumores experimentais. Para a avaliação da atividade antitumoral in vivo foram utilizados dois grupos de ratos Wistar fêmeas inoculados com 1,0 X 106 células do carcinossarcoma de Walker 256 via subcutânea na região da axila. Os animais dos grupos controle e tratado foram imediatamente vacinados com 500 µL de vacina Hasumi (3 µg de peptídeos) e 500 µL de salina, respectivamente, pela via subcutânea e receberam reforços dessas doses em dias alternados até sua morte. Os parâmetros avaliados foram a sobrevida e o crescimento tumoral durante o período de tratamento. Amostras de sangue foram coletadas dos animais controles e tratados para a obtenção do hemograma. Outros dois grupos de ratos também foram inoculados com 1,0 X 106 células do carcinossarcoma de Walker 256 mas sofreram excisão cirúrgica do tumor 5 dias após a sua inoculação. Após a cirurgia, receberam o mesmo tratamento dos outros dois grupos acima citados. Em um outro experimento, quatro grupos de camundongos C57BL/6 foram inoculados com 1,0 X 106 células de melanoma B/16 mantido em cultura. Três grupos foram imediatamente vacinados com 1 µL, 10 µL, 100 µL de vacina Hasumi (0,006 µg, 0,06 µg, e 0,6 µg de peptídeos) diluídos em 200 µL de solução salina, e o quarto grupo recebeu 200 µL de salina pela via subcutânea. Todos os camundongos receberam reforços dessas doses a cada 7 dias até a sua morte. Foram avaliados o crescimento tumoral e a sobrevida do animal. Outros quatro grupos de camundongos C57BL/6 também foram tratados da mesma forma que os grupos anteriores, a não ser pela vacinação intraperitoneal. Para a avaliação da imunogenicidade da vacina Hasumi, cinco grupos de camundongos Swiss foram imunizados pela via subcutânea com 200 µL (2,4 µg de peptídeos) de vacina Hasumi para identificação de anticorpos anti-peptídeos. Como controle positivo, outro grupo de camundongos foi imunizado com 100 µg de Ovalbumina. Os ratos inoculados com carcinosarcoma de Walker 256 vacinados tiveram seu tumor parcialmente inibido. O hemograma revelou a ausência de aumento da quantidade de leucócitos 10 dias após a inoculação do tumor nos animais imunizados, sugerindo uma atividade antiinflamatória da vacina. Os ratos que sofreram retirada cirúrgica do tumor de Walker 256 e foram vacinados também sofreram inibição do crescimento do tumor, sendo que um animal ficou completamente curado. Os camundongos inoculados com o melanoma e vacinados pela via intraperitoneal tiveram seu cresimento tumoral inibido de forma significativamente superior quando comparados aos animais vacinados pela via subcutânea em todas as doses testadas. Foi constatado a presença de anticorpos IgG1 anti-peptídeos pelo método do PCA, indicando uma resposta imune do tipo Th2 que é favorável à atividade antiinflamatória, mas não foi possível detectar anticorpos anti-peptídeos pelo método de ELISA. Nossos resultados sugerem que a vacina Hasumi, assim como a maioria das vacinas anticâncer em estudo, apresenta uma atividade antitumoral in vivo com eficiência diferente para cada animal, favorecendo a indução de uma resposta imune do tipo Th2.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Manoel Odorico de Moraes Filho; Cláudia do Ó Pessoa; Maria da Guia Silva Lima

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Ensaios de Seleção Medicamentos Antitumorais Imunoterapia Ativa Avaliação Pré-Clínica Testes Toxicidade Neoplasias

ISBN:

Date of Publication:04/20/2003

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.