Details

Análise espacial da hanseníase na microrregião de Almenara - Minas Gerais: relações entre a situação epidemiológica e as condições sócio - econômicas

by Amaral, Evaldo Pinheiro

Abstract (Summary)
A hanseníase é uma doença infecto-contagiosa que, quando não tratada, pode acarretar incapacidades e deformidades físicas. Ela é considerada um problema de saúde pública no Brasil, onde a meta atualizada proposta pela Organização Mundial de Saúde é eliminá-la até o ano de 2010. Sua distribuição não ocorre de forma homogênea pelo espaço, havendo uma maior concentração em áreas mais pobres. Dessa forma, o conhecimento de seu comportamento espacial e de suas relações com as condições socioeconômicas torna-se fundamental na formulação de estratégias visando à eliminação. O objetivo deste estudo é analisar a situação epidemiológica da hanseníase na microrregião de Almenara/MG, no período de 1998 a 2006, segundo sua distribuição espacial, buscando associá-la às condições socioeconômicas da população. Trata-se de um estudo ecológico. O cenário é a microrregião de Almenara, situada no Vale do Jequitinhonha/MG. Os dados sobre a doença foram retirados das Fichas de Notificação/Investigação de Hanseníase disponibilizadas pela Secretaria de Estado da Saúde. Os dados socioeconômicos foram extraídos do Censo 2000 do IBGE e a partir deles construiu-se o �ndice de Vulnerabilidade à Saúde (IVSA), composto por 13 variáveis que englobam as dimensões de saneamento, habitação, educação, renda e sociais/saúde. As bases cartográficas digitais foram fornecidas pelo IBGE. Na análise epidemiológica compararam-se os indicadores encontrados aos parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde e aos resultados descritos em outros estudos científicos. Os casos da doença foram georreferenciados por setor censitário e a análise espacial foi feita através do software SatScan. Os altos coeficientes de detecção encontrados colocam a microrregião como uma área hiperendêmica. Além disso, os altos percentuais de casos diagnosticados nas formas clínicas multibacilares e/ou já com alguma incapacidade física indicam que os serviços de saúde não estão sendo capazes de detectar todos os casos existentes na área, o que contribui para manter a cadeia de transmissão da doença. Através do teste de Kruskal-Wallis encontrou-se uma relação inversa entre o IVSA e a detecção da hanseníase, em que as áreas com menor vulnerabilidade apresentaram os maiores coeficientes. A análise espacial identificou dois conglomerados, sendo um com coeficientes de detecção observados acima e outro com coeficientes abaixo do esperado. Acredita-se que os resultados obtidos servirão para balizar a elaboração e implementação de medidas mais específicas de prevenção e controle da hanseníase na região.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Francisco Carlos Felix Lana; Maria Aparecida de Faria Grossi; Joao Paulo Amaral Haddad

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Enfermagem DeCS Fatores Socioeconômicos Estudos Retrospectivos Hanseníase/prevenção e controle Distribuição Espacial da População

ISBN:

Date of Publication:03/31/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.