Details

A estética, entre saberes antigos e modernos, na nuova scienza, de Giambattista Vico

by Passos Lima, José Expedito

Abstract (Summary)
Este trabalho trata a questão da estética na nuova scienza de Giambattista Vico (1668-1744), em oposição à tradição de estudos que teve início com a interpretação de Benedetto Croce (1886-1952) : a defesa de um Vico ?precursor? ou ?criador? da Estética moderna, concebida como filosofia da arte. Para ultrapassar a tese croceana e de alguns estudiosos que a reproduziram ou buscaram completá-la, a pesquisa valeu-se das seguintes hipóteses interpretativas: i) a tese croceana é tendenciosa quando minimiza a importância de Baumgarten para enaltecer Vico na história da estética; ii) Croce segue uma lógica da ?antecipação? para afirmar um Vico ?criador? da estética moderna; iii) sua tese reduz a nuova scienza viquiana à estética e exclui desta última a herança retórica; iv) não era pretensão de Vico a criação da estética; v) Vico não tinha consciência de contribuir para o ?advento? desta disciplina; vi) a nuova scienza viquiana não é a Estética e vii) a estética na nuova scienza não é uma disciplina filosófica particular, mas expressão do humano como saber dos sentidos. Nesta investigação adotaram-se alguns pressupostos quer estético, quer retórico, uma vez que necessários, dadas à especificidade do tema e à natureza de sua problemática. Outrossim, empreendeu-se um diálogo tanto com as fontes clássicas do pensamento viquiano, quanto com as modernas, para uma compreensão do horizonte cultural e filosófico em que se gestou a construção da nuova scienza de Vico: uma leitura igualmente hermenêutica da experiência do filósofo e de seu tempo. Deste estudo concluiu-se que a nuova scienza viquiana se inscreve num universo de saberes e interesses bem mais amplos: o das conquistas científicas do século XVII, mas que pretende uma investigação não sobre a natureza e sim sobre o mundo civil das nações. Na enciclopédia da nuova scienza viquiana, que reúne saberes antigos e modernos, a estética é apenas um momento desta organicidade, e não se identifica com uma scienza speciale. Trata-se, antes de qualquer coisa, do pressuposto onto-antropológico da experiência histórica humana em geral
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Antonio Jose Romera Valverde

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:filosofia poética retórica nuova scienza poetic rhetoric vico giambattista 1668 1744 critica e interpretacao estetica

ISBN:

Date of Publication:06/09/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.