Details

Comparação entre as técnicas de shouldice modificada por berliner e de falci-lichtenstein na hernioplastia inguinal

by Nagem, Rachid Guimaraes

Abstract (Summary)
A hérnia inguinal é uma afecção muito comum e de grande impacto socioeconomico. As técnicas de hernioplastias mais difundidas atualmente são as de Falci-Lichtenstein e de Shouldice. Na primeira é feito implante sistemático de prótese na região inguinal. A segunda abre a fáscia transversal e realiza reparo em quatro planos superpostos. Berliner modificou-a para apenas dois planos. Não encontramos difusão na literatura dessa modificação e isso motivou este estudo. Foram comparadas as técnicas de Shouldice modificada por Berliner e de Falci-Lichtenstein em relação a duração do procedimento, permanência hospitalar, retorno ao trabalho, complicações e recidiva herniária. Foram estudados prospectivamente 312 homens, maiores de 18 anos, com hérnias inguinais tipo 3 A, 3 B e 4 da classificação de Nyhus, operados pelo mesmo cirurgião. O grupo 1 constou de 84 pacientes tratados pela técnica de Falci-Lichtenstein. O grupo 2 foi formado por 228 pacientes operados pela técnica de Shouldice modificada por Berliner. A duração média dos procedimentos foi de 53,56 min no grupo 1 e de 57,32 min no grupo 2 (p=0,2982). No grupo 1, 94,1% dos pacientes deixaram o hospital em menos de 24h enquanto no grupo 2 foram 92,6% (p=0,8050). Não houve mortalidade operatória e a taxa de complicações foi de 10% no grupo 1 e de 12% no grupo 2 (p=0,5557). O seguimento médio dos pacientes foi de 3,35 anos no grupo 1 e de 3,64 anos no grupo 2 (p=0,2337). A taxa de recidiva no grupo 1 foi de 1,2% (0% nas hérnias primárias e 10% nas recidivadas) e no grupo 2 de 5,4% (4,4% nas primárias e 12,5% nas recidivadas), diferença não significante (p=0,0935). Comparou-se a taxa de recidiva nas metades inicial (p=0,0472) e final (p=0,6593) da casuística e observou-se diferença significante entre as duas técnicas na primeira metade dos pacientes operados. Concluiu-se que as técnicas de Falci-Lichtenstein e de Shouldice modificada por Berliner são comparáveis em relação à duração do procedimento, permanência hospitalar, complicações e recidiva herniária, em pacientes masculinos, maiores de 18 anos, com hérnias tipo 3 A, 3 B e 4 da classificação de Nyhus. Quando se analisou a metade inicial da casuística, a técnica de Shouldice modificada por Berliner apresentou maior recidiva herniária.
Bibliographical Information:

Advisor:Alcino Lazaro da Silva; Ernane Aboim; Tarcizo Afonso Nunes

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:hã©rnia inguinal cirurgia decs procedimentos cirãºrgicos do sistema digestã³rio mã©todos telas cirãºrgicas utilizaã§ã£o tã©cnicas de sutura resultado tratamento polipropilenos uso terapãªutico homens idoso adolescente meia idade

ISBN:

Date of Publication:06/25/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.