Details

Composição, abundância e dinâmica reprodutiva e alimentar de populações de peixes de um reservatório recém-formado(UHE - Capim Branco I / MG)

by Lacerda Rêgo, Ana Carolina

Abstract (Summary)
A perda da diversidade é um dos principais danos causados ao ambiente pela construção dereservatórios e está relacionada tanto ao desaparecimento de habitats terrestres pelo alagamento,quanto às mudanças produzidas no habitat aquático. Tais mudanças refletem-se, sobretudo, nadisponibilidade alimentar e na reprodução das espécies ícticas, levando a uma notável alteraçãoestrutural das comunidades aquáticas em relação às originais. Este trabalho teve como objetivoestimar a riqueza e caracterizar a composição dominante da ictiofauna, além de avaliar a dinâmicareprodutiva e alimentar das populações de peixes impactadas pelo represamento do rio Araguaripara formação da UHE Capim Branco I. Foram realizadas coletas mensais durante o período dejulho de 2006 a junho de 2007, utilizando-se redes de espera de diferentes malhas. O reservatórioapresentou uma baixa riqueza total, sendo capturados 1180 indivíduos pertencentes a cinco ordens,12 famílias e distribuídos em 29 espécies. A comunidade foi dominada por sete espécies, que juntasrepresentaram 80,1% do número total de indivíduos e 53,6% da biomassa total dos peixescoletados. O reservatório também apresentou um baixo número de espécies migradoras. Osresultados indicaram que grande parcela da comunidade de peixes concentra os esforçosreprodutivos na época de maior precipitação, embora para muitas espécies este período tenha sidoum pouco antecipado ou prolongado. Verificou-se o predomínio em número de espécies de pequenoa médio porte, sedentárias ou que realizam curtas migrações reprodutivas e que em sua maioria nãoexibem cuidado parental, como Astyanax altiparanae e Acestrorhynchus lacustris. Entre as espéciesclassificadas como migradoras, Pimelodus maculatus foi a mais abundante no reservatório, o quepode estar relacionado com o fato de ter desova múltipla durante a temporada reprodutiva, produzirovócitos de tamanhos menores e necessitar de curtos trechos lóticos para desovar. A maior parte dasespécies teve algum conteúdo no estômago em todo o período de coleta, com exceção de algumascom tendências à piscivoria, que apresentaram maior número de indivíduos com estômagos vaziosem todo o período, como Galeocharax knerii, Acestrorhynchus lacustris e Hoplias lacerdae. Ositens alimentares mais consumidos foram sedimentos, matéria vegetal, insetos, algas, peixes ebentos, representados principalmente por formas imaturas de insetos (larvas aquáticas). As espéciesPimelodus maculatus, Astyanax altiparanae, Trachelyopterus galeatus, Leporinus amblyrhynchus eGymnotus carapo consumiram uma grande variedade de itens alimentares em suas dietas, tanto deorigem autóctone quanto alóctone. Reconheceram-se oito guildas tróficas distintas para as espéciesanalisadas: algívora, detritívora, herbívora, herbívora/insetívora, insetívora, piscívora,piscívora/onívora e onívora. A classificação das espécies em diferentes guildas tróficas revelou opadrão de elevada freqüência de piscívoros, onívoros, herbívoros e detritívoros dominando oreservatório. O barramento do rio Araguari pela Usina Hidrelétrica de Capim Branco I causouefeitos negativos sobre a comunidade de peixes nativos deste rio, como redução da riqueza deespécies e redução na abundância de espécies migradoras; além de ter favorecido o incremento deespécies oportunistas.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:José Fernando Pinese; Volney Vono; Luiz Carlos Guilherme

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Reservatório Capim Branco I Rio Araguari Riqueza de espécies Dinâmica reprodutiva alimentar river

ISBN:

Date of Publication:02/14/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.