Details

Força e equilíbrio musculares, qualidade de vida e índices plasmáticos de interleucina-6 em idosas da comunidade com osteoartrite de joelho

by Avelar di, Mary Luci

Abstract (Summary)
A Osteoartrite (OA) é uma doença comum na população idosa mundial, predominante no sexo feminino, sendo o joelho a articulação com descarga de peso corporal mais acometida. � a causa mais freqüente de incapacidade em idosos e a de maior prevalência nessa população. Nela o indivíduo apresenta uma condição de saúde que interage dinamicamente com a sua atividade e participação, com fatores ambientais e pessoais, tendo variabilidade de condições individuais que associam as características próprias de cada um aos aspectos das estruturas e funções corporais.Tanto seu início quanto a sua progressão são multifatoriais, variando com a idade, níveis hormonais, fatores genéticos, alterações biomecânicas e processos inflamatórios articulares. Estudos têm demonstrado que, quanto mais as células da articulação são expostas à força de cisalhamento e sobrecarga, mais aumenta a produção de mediadores inflamatórios (citocinas) resultando em maior desgaste articular como na OA. A gravidade da degeneração da cartilagem articular está sendo associada à elevação de algumas citocinas, entre elas a IL-6. Ela também é considerada preditora de sarcopenia, alterações de capacidade funcional e fragilidade. A obesidade é considerada um fator agravante da OA e tem grande impacto nas alterações radiográficas e na sarcopenia. Assim, desenvolveu-se este estudo com objetivo de investigar e correlacionar os índices plasmáticos de IL-6 em idosas da comunidade com osteoartrite de joelhos com força e equilíbrio muscular e funcionalidade. Trata-se de um estudo transversal exploratório em 80 idosas (71,2±5,3anos) da comunidade com OA de joelhos. Para estabelecer o grau de força muscular foi usada a medida do pico de torque/massa e para o equilíbrio muscular a relação agonista/antagonista nas velocidades de 60°/s e 180°/s no dinamômetro isocinético Biodex. A funcionalidade foi avaliada pelo Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index (WOMAC), o RX pelos critérios de classificação por Kellgren-Lawrence, o IMC em Kg/m2 e os índices plasmáticos de IL-6, pelo método ELISA (kits Quantikine HS, R&D Systems, Minneapolis, USA). Para as correlações, foram usados o coeficiente de Spearman e para as associações o Mann-Whitney, com nível de significância p<0,05. Os resultados apresentaram uma correlação inversa significativa entre o pico de torque/massa de flexores e extensores de joelho na velocidade de 60º/s e 180°/s, na relação IQT/QUA e no IMC com todos os domínios do WOMAC. As correlações mais fortes ocorreram entre os músculos isquiotibiais à 60º/s (r=-0,437 e p=0,000) e o IMC (r=0,348, p=0,002) com o domínio função auto-relatado do WOMAC. A IL-6 correlacionou-se significativamente com o IMC (r=0,215, p=0,056); com o pico de torque/massa corporal em flexão a direita a 180º/s, (r=-0,232, p=0,03), na relação IQT/QUA a 180º/s direita (r=0,254, p=0,023) e com o pico de torque médio IQT/QUA (r=-0,266, p=0,018). A gravidade da OA ao RX não correlacionou com o WOMAC, nem com os níveis de IL6. Concluiu-se que a diminuição de força e equilíbrio muscular IQT/QUA, a obesidade e os índices elevados de IL-6 estão associados à diminuição da funcionalidade na amostra pesquisada.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Leani Souza Maximo Pereira; Eduardo Ferriolli; Rosangela Correa Dias

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Medicina de reabilitação Teses. Qualidade vida Osteoartrite do Joelho DeCS

ISBN:

Date of Publication:12/11/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.