Details

Síndrome metabólica e fatores de risco cardiovascular em crianças pré-púberes de diferentes classificações nutricionais e níveis de resistência à insulina

by Ferreira, Aparecido Pimentel

Abstract (Summary)
Verificar a prevalência da SM e de seus fatores de diagnóstico de acordo com a classificação nutricional e a resistência à insulina, seus valores médios, bem como quais variáveis têm maior poder de explicação e comparar o histórico familiar, hábitos alimentares e de atividade física em escolares. Material e métodos: Após avaliação do IMC de 1550 crianças de 10 escolas públicas e 4 particulares, 109 crianças de ambos os sexos de escolas públicas fizeram parte da amostra (55 obesas, 23 sobrepesadas, 31 eutróficas). A estratificação da classificação nutricional foi realizada de acordo com as normas do CDC. Coleta sangüínea em jejum foi realizada para mensurar a glicemia, HDL, triglicerídeos, insulina e cálculo da resistência à insulina. Foram mensurados ainda: gordura corporal por meio do DXA, pressão arterial pelo método auscultatório em duplicata e as medidas antropométricas de peso, estatura e circunferências da cintura e quadril. A SM foi definida segundo o critério do NCEP modificado. Resultados: A SM foi encontrada somente em crianças obesas (13,3% nos meninos e 39% nas meninas) e naquelas cuja resistência à insulina foram maiores (7,4% no terceiro quartil e 40,7% no quarto quartil de HOMA), sendo que quanto maior a classificação nutricional e o nível de resistência à insulina, maior a prevalência e os valores médios dos fatores de risco de diagnóstico da SM. O modelo que teve maior poder de explicação na SM foi composto por três variáveis (insulina, HDL e PAD). O histórico familiar de obesidade, hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares não diferiu entre portadores ou não da SM. A maioria dos hábitos alimentares e de atividade física não diferiu entre crianças com e sem a presença da SM. Conclusão: Crianças obesas e resistentes à insulina apresentam alta prevalência da SM, bem como maior quantidade de fator de risco. Assim, estes dados sugerem que são necessárias medidas de intervenção com intuito de controlar o ganho de peso e o conseqüente aumento da resistência à insulina durante a infância.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Nanci Maria de Fraça; Carmen Silvia Grubert Campbell; Antonio de Azevedo Barros Filho

School:Universidade Católica de Brasília

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:criança ? nutrição EDUCACAO FISICA crianças saúde e higiene

ISBN:

Date of Publication:11/20/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.