Details

Produção, recuperação e caracterização de proteinas alergenicas da biomassa de Drechslera (Helminthosporium) monoceras obtida por fermentação em estado solido

by Mahmud Hasan, Salah Din

Abstract (Summary)
Neste trabalho, estudou-se a produção, recuperação e caracterização de proteínas alergênicas da biomassa de Drechslera (Helminthosporium) monoceras cultivada em meio sólido, com vistas à obtenção de extrato alergênico fúngico para aplicação em diagnóstico de doenças alérgicas. Para a produção, foram usados biorreatores aerados de leito fixo do tipo colunas de Raimbault, sendo testados como substratos o bagaço de cana de açúcar e os farelos de trigo e milho. A otimização das variáveis do processo fermentativo foi feita através de planejamento estatístico de experimentos e análise de superfície de resposta, sendo os melhores resultados de produtividade obtidos com valores iniciais de pH 9,5 e umidade de 45,8%. As condições mais adequadas para o cultivo em estado sólido de D. monoceras foram com o uso de farelo de trigo como substrato com tamanho de partícula de 0,59 mm; concentração de inóculo de 0,4 mg/mL, vazão de ar de 2,0 L/h/coluna e 25°C. A cinética da produção de biomassa foi estudada nas condições otimizadas do processo. O extrato bruto foi obtido por extração das proteínas do meio fermentado usando água como solvente. A recuperação dessas proteínas foi feita mediante precipitação por solventes orgânicos e sulfato de amônio, seguida da remoção de sais e polifenóis, para a obtenção de extrato com potencial alergênico. A caracterização do extrato com potencial alergênico foi feita mediante eletroforese SDS-PAGE, IEF, cromatografia de permeação em gel e testes in vivo ("prick-test") e in vitro ("Dot-blotting" e "Immunoblotting") para a avaliação da alergenicidade das proteínas. Foram identificadas 12 proteínas nos extratos com potencial alergênico, entre 14 e 156 kDa. Nos testes cutâneos, feitos em pacientes com sintomas de alergia respiratória, foram observadas positividades em 24% dos casos, para formação de pápulas maiores que 4 mm de diâmetro. Nas análises de "Immunoblotting", seis proteínas apresentaram reatividade mais intensa, podendo ser consideradas alergênicas as de 155,9; 104,2; 44,2; 35,7; 27,8 e 14,3 kDa
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Helena Andrade Santana; Maria Helena Andrade Santana [Orientador]; Jorge Alberto Vieira Costa; Walderez Gambale; Ricardo de Lima Zollner; Everson Alves Miranda

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:engenharia bioquimica fermentação fungos extração de proteinas alergia

ISBN:

Date of Publication:09/03/2002

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.