Details

Formulação e caracterização de matérias-primas para revestimento cerâmico Semi-Poroso com adição de chamote de telhas

by de Sousa, Raimundo José

Abstract (Summary)
A indústria de cerâmica vermelha Piauiense, atualmente com 55 indústrias onde 11 somente em Teresina sendo o maior pólo do Estado, produz pouco mais de 55 milhões de telhas, das quais aproximadamente 10 % dessa produção sãodesperdiçadas sendo às vezes jogadas às margens dos rios e estradas, provocando uma degradação ambiental. O objetivo deste trabalho é verificar a potencialidade de se produzir revestimento cerâmico semi-poroso utilizando chamote de telhas, na primeira parte do trabalho foram produzidos corpos-de-prova a partir da formulação básica de uma indústria de revestimento, dopando-a com 5 %, 10 %, 15 % e 20 %em massa, e uma segunda parte deste trabalho foram produzidos corpos-de-prova a partir de uma formulação onde se substituía uma das matérias-prima por 50 % dechamote e outra substituindo a mesma totalmente por chamote, sendo usado para controle do experimento corpos-de-prova confeccionados a partir de uma formulaçãobásica citada anteriormente. O chamote e as matérias-prima foram caracterizados por: análise granulométrica, análise térmica diferencial, análise termogravimétrica difração de raios X, fluorescência de raios X, e análise racional. Os corpos-de-prova foram sinterizados em forno industrial de rolo, obedecendo ao ciclo adotado por uma indústria de revestimento, com temperatura de pico igual a 1135 ºC e ciclo de queima rápido de 25 min, tendo como matriz energética o gás liquefeito de petróleo. As peças assim obtidas foram submetidas aos ensaios físicos de: absorção de água, massa específica aparente, porosidade aparente, retração linear, tensão de ruptura à flexão e dilatometria; análise mineralógica por difração de rios X; e microestruturalpor microscópio eletrônico de varredura. Obteve-se para todas as formulações com adição de chamote, propriedades superiores às das exigidas pelas normas em vigorpara revestimento semi-poroso e para a formulação F2-2,5 propriedades superiores à formulação padrão o que justifica a viabilidade da incorporação do rejeito de telhas em massa para revestimento cerâmico semi-poroso
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Rubens Maribondo do Nascimento; Antônio Eduardo Martinelli

School:Universidade Federal do Rio Grande do Norte

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Rejeito de telha (Chamote) Reaproveitamento Revestimento semiporoso

ISBN:

Date of Publication:03/26/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.