Details

Aclimatação e adubação de mudas micropropagadas do abacaxizeiro ?Gold? no sul do Estado do Espírito Santo

by Santos Bregonci, Izaias dos

Abstract (Summary)
RESUMO - Este trabalho foi conduzido no Campus do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo, localizado no município de Alegre-ES, Brasil. Teve como objetivo avaliar o crescimento das mudas micropropagadas do abacaxizeiro [Ananas comosus (L.) Merrill ? cv. Gold] durante a fase de aclimatação. No primeiro experimento, montado em esquema de parcela subdividida, foi testada a exposição das mudas micropropagadas às condições naturais de clima em diferentes idades de retirada da casa de vegetação (0, 1, 2, 3, e 4 meses) e a testemunha que aí permaneceu por 5 meses, consistindo-se nas parcelas eavaliações aos: 0, 30, 60, 90, 120 e 150 dias após transplantadas, formando as subparcelas. No segundo experimento, em delineamento inteiramente casualizado,foi testado o efeito da adubação de solo com NPK, com base na adubação de referência para vasos (ARV), em g kg-1: 0,30 de N, 0,20 de P e 0,15 de K, utilizandose cinco dosagens dessa recomendação (0, 50, 100, 150 e 200%). No terceiroexperimento, conduzido em esquema fatorial 8x3, testaram-se oito níveis de adubação foliar: uréia+KCl+H3BO3, nas dosagens em g L-1 de: 2+2+0; 5+5+0; 10+10+0; 2+2+0,5; 5+5+0,5 e 10+10+0,5, respectivamente denominados de T1, T2, T3, T4, T5 e T6; uma formulação comercial completa com macro e micronutrientes (T7), na dosagem de 3 g L-1; e a testemunha (Test) pulverização com água, combinados com três níveis de recipientes: bandeja de isopor, tubete pequeno e tubete grande. Os resultados permitem concluir que: nas condições deste experimento, as mudas micropropagadas podem ser retiradas da casa de vegetação de pré-aclimatação fase II com idades de 1 e 2 meses após transplantadas; com o aumento da ARV há decréscimo dos valores de: área foliar; massa fresca e seca da parte aérea e da raiz, e número de folhas. O comprimento da maior raiz e altura de planta cresce até 50% da ARV, diminuindo a partir deste percentual, sendo o zinco, o fero e o cobre os nutrientes que possivelmente limitam o crescimento; e os adubos foliares, em todos os recipientes utilizados, proporcionam maior crescimento das mudas do abacaxizeiro cv. Gold em área foliar, altura e massa seca da parte aérea,2 exceto os adubos foliares T5 e T7, para massa seca da parte aérea no recipiente bandeja de isopor. Os adubos foliares não aumentam a massa seca do sistema radicular.
Bibliographical Information:

Advisor:Ruimário Inácio Coelho; Edvaldo Fialho dos Reis; José Augusto Teixeira do Amaral; Aureliano Nogueira da Costa; Edilson Romais Schmildt

School:Universidade Federal do Espírito Santo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:abacaxi ananas comosus fruticultura micropropagação fertilização pineapple horticulture micropropagation fertilization agronomia

ISBN:

Date of Publication:02/26/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.