Details

Avaliação dos efeitos centrais e antinociceptivos das frações isoladas da raiz de Petiveria alliacea L. (TIPI) em camundongos

by Gomes, Patrícia Bezerra

Abstract (Summary)
Avaliação dos efeitos centrais e antinociceptivos das frações isoladas da raiz de Petiveria alliacea L. (tipi) em camundongos. PATRÍCIA BEZERRA GOMES. Orientador: Profa. Dra. Francisca Cléa Florenço de Sousa. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-graduação em Farmacologia. Departamento de Fisiologia e Farmacologia, UFC, 2006. Petiveria alliacea L. é um arbusto da família Phytolaccaceae, usada popularmente na medicina folclórica para o tratamento de uma ampla variedade de doenças nas Américas do Sul e Central. As frações acetato (FA), hexânica (FH), hidroalcoólica (FHA) e hidroalcoólica precipitada (FHAppt) da raiz do tipi foram estudadas para investigar suas propriedades farmacológicas, nos modelos de nocicepção (contorções abdominais induzidas por ácido acético, formalina a 1% e placa quente) e nos modelos comportamentais clássicos (campo aberto, labirinto em cruz elevado- LCE, rota rod, tempo de sono induzido por pentobarbital, nado forçado e convulsões induzidas por pentilenotetrazol- PTZ). Foram analisados também os fitoconstituintes presentes no tipi, os efeitos farmacológicos gerais e sua toxicidade aguda. As frações foram administradas, via oral (v.o.) e/ou intraperitoneal (i.p.), nas doses de 100 e 200 mg/kg, em camundongos fêmeas. A abordagem fitoquímica das frações de Petiveria alliacea revelou a presença de alcalóides em FA, cumarinas em FA, FHA e FHAppt, saponinas e triterpenos em FA, FH, FHA e FHAppt. O extrato hidroalcoólico (500, 1000, 1500 e 2000 mg/kg, i.p.; 1000, 2000, 3000 e 4000 mg/kg, v.o.) do tipi apresentou uma baixa toxicidade e os parâmetros mais visualizados foram analgesia, diminuição da motilidade e passividade. Todas as frações inibiram as contorções abdominais induzidas por ácido acético. FA (200 mg/kg, i.p.), FH e FHAppt (100 e 200 mg/kg, i.p.), reduziram a nocicepção produzida pela formalina na 1ª e 2ª fases. FHA (100 e 200 mg/kg, i.p.) apresentou uma inibição significativa na 1ª fase deste teste, indicando um possível efeito antinociceptivo. O efeito antinociceptivo produzido por FHAppt (200 mg/kg, i.p.) foi revertido pela naloxona (2mg/kg, s.c.), mostrando uma possível participação do sistema opióide neste processo. Nenhum efeito significativo foi observado no teste da placa quente. Todas as frações do tipi induziram uma diminuição significativa na atividade locomotora, rearing e grooming no teste do campo aberto, sugerindo uma possível ação depressora central. Nenhum efeito significativo foi evidenciado na coordenação motora dos animais no teste do rota rod. No LCE, FA (100 e 200 mg/kg, v.o.) reduziu o NEBA (nº de entradas nos braços abertos) e o TPBA (tempo de permanência nos braços abertos). FA, FH e FHA (100 e 200 mg/kg, i.p.), FHAppt (200mg/kg, i.p.) apresentaram uma significativa redução do TPBA, indicando uma ausência do efeito ansiolítico. As frações da raiz de Petiveria alliacea promoveram um aumento significativo do tempo de imobilidade dos camundongos no teste do nado forçado. Além disso, corroborando estes resultados, as frações causaram um prolongamento do tempo de sono induzido por pentobarbital, confirmando um provável efeito sedativo e depressor central. Os efeitos neurofarmacológicos de FHA (200 mg/kg, i.p.), observados nos testes do campo aberto e tempo de sono, não foram revertidos com a administração de flumazenil (2,5 mg/kg, i.p.), indicando que o mecanismo de ação de FHA, provavelmente, não está relacionado com a participação dos receptores GABAérgicos. Todas as frações da raiz de Petiveria alliacea aumentaram a latência da 1ª convulsão e o tempo de morte das convulsões induzidas por PTZ nos animais, confirmando seu uso popular como anticonvulsivante. Os resultados mostraram que as diferentes frações de Petiveria alliacea L. possuem significativo potencial antinociceptivo, sedativo, depressor e anticonvulsivante, devido à presença destes constituintes, dando suporte ao uso da medicina folclórica desta planta.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Francisca Cléa Florenço de Sousa; Adriana Rolim Campos Barros; Silvania Maria Mendes de Vasconcelos

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Medicamento Homeopático Medição da Dor

ISBN:

Date of Publication:03/24/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.