Details

Avaliação dos Riscos Ambientais e Ecotoxicológicos do Reúso de Águas Residuárias em Piscicultura Evaluation of Environmental and Ecotoxicological Risks of Wastewater Reuse for Fish Farming

by de Souza, Soraia Tavares

Abstract (Summary)
A preocupação com relação à qualidade e à quantidade de água potável tem incentivado o reúso de água como uma das alternativas para enfrentar este problema. O reúso tornou-se, portanto, um importante instrumento de gestão ambiental, visando à liberação da água de melhor qualidade para fins mais nobres. O reúso com aplicação na piscicultura constitui fonte alternativa de produção de proteína a baixo custo, além de funcionar como uma forma de reciclagem de nutrientes. Mas, a sustentabilidade desta atividade está diretamente relacionada à qualidade do efluente tratado e seus efeitos sobre a qualidade da água nos tanques de peixes. Outro fato notório é a crescente preocupação com os riscos potenciais inerentes a esta atividade. Diante deste cenário, surgiu a necessidade de realizar um estudo mais profundo dos riscos inerentes ao reúso de águas residuárias, tanto numa abordagem ambiental, como num ponto de vista ecotoxicológico. Para isso, foram realizados testes de toxicidade aguda, de curta duração, para avaliação da toxicidade dos efluentes tratado e bruto provenientes de uma Estação de Tratamento de Esgoto a nível terciário, composto por um sistema de lagoas de estabilização, tendo como organismos-teste peixes de água doce da espécie Oreochromis niloticus (tilápia do Nilo). Os testes objetivaram determinar o índice de toxicidade aguda (LC50). O efluente tratado foi utilizado em duas etapas distintas, com peixes com idade superior a 60 dias e alevinos com tempo de vida inferior a 15 dias. Em ambos, não foi observada mortalidade de nenhum organismo. No caso do esgoto bruto, o ensaio foi realizado com e sem aeração, sendo obtido para o esgoto bruto sem aeração os índices de LC50-24h de 68,0% e LC50-96h de 35,4%. Já com a aeração mecânica aplicada às duas diluições de 50 e 100% de esgoto bruto, os LC50?s encontrados foram de 44,5% (24 h), 41,0% (48 h) e 36,7% (96 h). O ensaio foi também realizado para avaliação do nível de toxicidade da amônia, tendo em vista que a mesma tem sido considerada por vários pesquisadores um produto tóxico às algas, ao zooplâncton e aos peixes. Para estes ensaios foram determinados os LC50?s de 2,01 mg/L NH3-N (2 h), 1,97 mg/L NH3-N (4 h) e 1,66 mg/L NH3-N (até 96 h). Além disso, foi realizado um ensaio com nitrogênio amoniacal variando-se o pH para originar três meios distintos ? ácido, neutro e básico ? devido a influência deste no índice de toxicidade calculado. Os LC50?s encontrados neste caso foram: 8,70 mg/L para o tempo de 2 a 4 horas e 6,45 mg/L para 24, 48 e 96 horas para o meio ácido; 8,70 mg/L para 2 horas e 6,45 mg/L para 4, 24, 48 e 96 horas para o meio neutro; e, 1,96 mg/L de 2 horas em diante para o meio básico. Por fim, foi utilizada uma metodologia de análise de riscos buscando-se realizar um estudo dos efeitos potenciais à saúde humana e ao meio ambiente, e ainda propondo-se medidas para tentar minimizar os possíveis impactos adversos.
Bibliographical Information:

Advisor:Marisete Dantas de Aquino

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:engenharia sanitaria reúso de efluentes tratados piscicultura ecotoxicologia toxicidade aguda análise riscos treated wastewater reuse fish farming ecotoxicology acute toxicity risk analysis qualidade da água uso tratamento esgoto

ISBN:

Date of Publication:08/14/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.