Details

A formação do indivíduo no capitalismo tardio: um estudo sobre a juventude contemporânea

by Formoso Cardoso, Maria Isabel

Abstract (Summary)
Este trabalho discute a formação da juventude na contemporaneidade, considerando-a a partir de quatro aspectos: individualismo, autonomia, ideologia e comportamentos sociais dos jovens. O principal objetivo do estudo foi verificar se havia diferenças entre esses aspectos da formação nos jovens de uma grande cidade e de uma cidade pequena, identificando-se as possibilidades de integração ou de resistência em cada localidade; investigou-se também se e em que medida o envolvimento dos jovens com a tecnologia, grupos sociais e atividades sócio-políticas refletia-se em sua formação e se os graus desse envolvimento eram diferentes ou não nas duas cidades. Além disso, a fim de se compreender como os quatro aspectos considerados sobre a formação relacionavam-se entre si e com o acesso tecnológico, convivência social e participação política, objetivou-se, também, verificar a existência de correlações entre todos esses aspectos. As hipóteses de pesquisa referiam-se à existência de diferenças significativas na formação dos jovens das duas cidades, estando os da cidade pequena mais propensos à integração social e tendo menores possibilidades de resistência do que aqueles da cidade maior; também esperava-se encontrar graus mais elevados de acesso tecnológico e de participação política na cidade maior, e de relacionamento social, na cidade menor; quanto às correlações, esperava-se encontrar correlações positivas significativas entre todas as escalas e entre essas e o relacionamento com grupos sociais, e negativas entre essas e o acesso tecnológico e a participação política. Para se verificar essas hipóteses foi elaborado, validado e aplicado a 115 jovens, de 15 a 18 anos de idade, de escolas públicas e privadas das cidades de São Paulo e de Santa Rita do Passa Quatro, um instrumento contendo um Questionário de Dados Pessoais ? dividido em duas partes: informações pessoais e três questões sobre o acesso tecnológico (A), convivência grupal (B) e participação política (C) ? e as Escalas de Individualismo, Comportamento Social, Autonomia e Ideologia da Racionalidade Tecnológica. A discussão dos dados foi possibilitada pelas estatísticas descritivas, análises de variância dos estratos amostrais e análises de correlação entre as escalas e entre essas e as três questões mencionadas, com os seguintes resultados: a) a análise descritiva do questionário possibilitou a caracterização do perfil da amostra de pesquisa e evidenciou a televisão como o bem tecnológico mais acessado, a família como o grupo social de maior convivência dos jovens e reduzido grau de participação política; em relação às escalas, as estatísticas descritivas evidenciaram leve adesão dos sujeitos aos princípios da ideologia da racionalidade tecnológica, e leve discordância com princípios individualistas, heteronômicos com comportamentos não fundados em princípios morais e éticos (o que pode também indicar adesão implícita a esses princípios); b) as análises de variância entre as questões A, B e C indicaram haver diferenças nas amostras, apenas referente à questão B (relacionamento social), relativas à rede de ensino (convivência social mais elevada na escola pública); entre as escalas nenhuma diferença significativa de variância foi encontrada para os estratos amostrais; os resultados das análise de variância obtidos para as questões e as escalas refutaram as hipóteses de pesquisa sobre as diferenciações entre as amostras da capital e do interior; c) as análise de correlações entre as escalas demonstraram haver correlações entre todas as escalas, confirmando as hipóteses de pesquisa de que a adesão à ideologia da racionalidade tecnológica, relaciona-se ao individualismo, à heteronomia e à tendência a comportamentos não fundados em princípios morais e éticos; as correlações entre as escalas e as questões evidenciaram correlações significativas entre a escala de ideologia e as questões B e C, confirmando apenas em parte as hipóteses de pesquisa. No geral, esses resultados apontam para o fortalecimento da tendência integradora na contemporaneidade, mas, também indicam, a partir da contrariedade de algumas hipóteses de pesquisa, que o processo pseudoformativo que conduz à regressão individual e social dos jovens ainda não se constituiu por completo, sendo possível a estes, ainda resistirem à adesão à totalidade
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Odair Sass

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:PSICOLOGIA SOCIAL Formação de jovens Escalas atitudes Jovens -- Conduta Juventude Condicoes sociais Psicologia social

ISBN:

Date of Publication:08/07/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.