Details

Avaliação do efeito gastroprotetor do Sildenafil (Viagra®) na lesão gástrica induzida por álcool em ratos: papel do óxido nítrico, do GMPc e dos canais de potássio sensíveis ao ATP

by Medeiros, Jand-Venes Rolim

Abstract (Summary)
INTRODUÇÃO: Recentemente nós demonstramos que o sildenafil tem efeito protetor contra a lesão gástrica induzida por AINEs em ratos, através de uma diminuição na aderência de leucócitos e aumento do fluxo sanguíneo gástrico (Santos CL et al, BJP, 2005). O etanol induz lesão hemorrágica gástrica em ratos através de um aumento na produção de radicais livres e diminuição da concentração de glutationa na mucosa. OBJETIVOS: O objetivo deste trabalho foi investigar se o sildenafil possui efeito protetor contra a lesão induzida por álcool, e avaliar o papel da via NO/GMPc/KATP no efeito gastroprotetor do sildenafil. MÉTODOS: O sildenafil (0.1, 0.3, 1, ou 3 mg/Kg, v.o) foi administrado 30 min antes do etanol 100% (4 ml/Kg, v.o). Depois de 1 h, os ratos foram sacrificados e os estômagos abertos para determinação da área da lesão usando planimetria computadorizada. Além disso, fragmentos de tecidos foram removidos para análise microscópica e dosagem de glutationa e hemoglobina (teste colorimétrico - Bioclin). Os outros grupos foram tratados com L-NAME (1 ou 3 mg/kg, i.p), L-NAME (3 mg/kg, i.p) + L- Arg (200mg/kg, ip), ODQ (10 mg/Kg, v.o), glibenclamida (0.1, 0.3, 1 ou 3 mg/Kg, v.o), glibenclamida (1 mg/Kg) + diazóxido (3mg/Kg, i.p) ou salina. Após 30 min os ratos receberam sildenafil (1mg/kg) e depois de mais 30 min etanol 100% (4ml/kg, v.o), com o sacrifício ocorrendo 1 h depois. RESULTADOS: O etanol 100% causou lesão gástrica (158.9 ± 9.3 mm2), hemorragia na mucosa (3787.0 ± 512.9 µg/100mg) e redução da concentração de glutationa (78.7 ± 9.5 µg/g). O Sildenafil protegeu, de forma dose-dependente, a mucosa gástrica do efeito do álcool, com o efeito máximo na dose de 1 mg/Kg (44.5 ± 7.7 mm2). O sildenafil também reverteu a diminuição da glutationa (143.6 ± 15.7 µg/g) induzida por etanol. O L-NAME sozinho (151.1 ± 20.9 mm2), o ODQ (137.9 ± 41.6 mm2) e a glibenclamida sozinha (137.1 ± 16,7 mm2) reverteram a proteção do sildenafil. Mas, nos animais tratados com L-NAME + L-arginina (30.9 ± 10.5 mm2) ou glibenclamida + diazóxido (60.3 ± 2.0 mm2) não houve mudanças no efeito do sildenafil. CONCLUSÕES: O sildenafil protege a mucosa gástrica contra a lesão induzida por álcool, através da ativação da via NO/GMPc/KATP e por um aumento dos níveis de GSH no estômago
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Armenio Aguiar dos Santos; Marcellus Henrique Loiola Ponte de Souza; Stella Regina Zamuner

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Úlcera gástrica Canais de Potássio

ISBN:

Date of Publication:08/18/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.