Details

A contribuição do Behaviorismo Radical para a formação de professores- Uma análise a partir das dissertações e teses no período de 1970 a 2002 Contribution of Radical Behaviorism in the formation of teachers ? An analysis from dissertations and thesis from the 1970-2002 period

by Rodrigues, Maria Ester

Abstract (Summary)
O trabalho analisa a contribuição do Behaviorismo Radical para a formação de professores, a partir de teses e dissertações no período de 1970 a 2002, período inicial de 32 anos de existência da pós-graduação strictu sensu brasileira. Dada a relativa escassez de estudos históricos e descritivos acerca da produção em análise do comportamento e educação no Brasil e o desconhecimento geralmente acompanhado de equívocos generalizados sobre a Análise do Comportamento/Behaviorismo Radical (AC/BR) nos cursos e textos que se dedicam à formação de professores, justifica-se o estudo realizado. Foram verificados 10.174 títulos e resumos de trabalhos defendidos em programas de pós-graduação strictu sensu brasileiros, em 13 instituições em que havia possibilidade de localizar produção em AC/BR (de um total de 106 programas de pós-graduação em psicologia e em educação). Deste universo foram encontrados 282 trabalhos no total, correspondendo a 2,77% da produção de teses e dissertações nos programas analisados. Dos 282 trabalhos, foram lidos os resumos de 265 (voltados à educação em geral), neles focalizando alguns aspectos (local e instituição de defesa, orientadores e produtividade das instituições). Os dezessete trabalhos restantes foram voltados especificamente à formação de professores (0,16% do total). Estes foram analisados na íntegra, de acordo com categorias construídas a partir de sugestões fornecidas por, basicamente, três autores (BIJOU, 1970; ZANOTTO, 1997 e GIOIA, 2001), afinados com a proposta Skinneriana. Além de analisar as características gerais foram focalizados aspectos relativos à Filosofia, Conceitos básicos e Pesquisa da análise do comportamento, bem como ao Ensino propriamente dito. Dentre os resultados, encontramos que os autores justificam a realização dos trabalhos pela necessidade de superação de despreparo e ausência de formação específica dos professores no exercício de funções educacionais. Os trabalhos tiveram predominância de delineamento experimental e misto, sendo que o número de professores e alunos envolvidos nos estudos pode ser considerado reduzido (aproximadamente 85 professores e 1.800 alunos), como decorrência do pequeno número de trabalhos encontrados ao longo do período de 32 anos de análise. Os autores dedicaram-se predominantemente às séries iniciais do ensino fundamental, seguindo-se a educação básica/infantil e a educação especial, concentrando pouco interesse em ensino superior, médio e na segunda etapa do ensino fundamental. O conteúdo de maior destaque é o ensino propriamente dito, especialmente o papel autônomo do professor no planejamento e execução de planos de ensino, considerando para quem ensina a partir de avaliação do repertório inicial dos alunos, o quê ensina ou estabelecimento de objetivos e ?como ensina?, especificamente algumas de suas subcategorias, como: utilização correta e efetiva de reforçadores; promoção e manutenção da generalização do comportamento após a instalação; respeito ao ritmo do aluno e individualização do ensino; observação e manutenção de registros sobre o comportamento dos alunos; gradação dos conteúdos e da dificuldade; propor e utilizar estratégias e procedimentos de ensino. A ênfase ao como ensinar e à necessidade do professor ser ensinado a ensinar aparece como grande contribuição dos trabalhos analisados, sem se confundir com fornecimento de ?receituário?. A partir dos resultados sugere-se pontos que mereceriam ser alvo de reflexão e de maior atenção por parte dos analistas do comportamento, como o ensino de aspectos filosóficos/conceituais, concepções de conhecimento, de ensino-aprendizagem, entre outros. Os resultados sugerem, ainda, a necessidade de realização de estudos históricos questionando a relação entre AC/BR e ?tecnicismo?, relação esta declarada pela literatura da educação brasileira, uma vez que há dados no presente trabalho que se contrapõem a esta asserção (baixa utilização de tecnologia educacional). Sugere-se, ainda, que a comunidade reflita sobre as práticas de inserção da AC/BR na educação e no contato com os professores, de modo a derivar propostas para superar os equívocos generalizados sobre a abordagem e a rejeição a priori com que a AC/BR é recebida no meio educacional
Bibliographical Information:

Advisor:Melania Moroz

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:educacao behaviorismo radical behaviorism behavior analysis education psicologia análise do comportamento professores formação profissional

ISBN:

Date of Publication:07/04/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.