Details

Padronização de um teste de toxicidade crônica com a bactéria luminescente Vibrio fischeri para análise de qualidade de águas superficiais

by Harmel, Veridiana Chapiewsky

Abstract (Summary)
Testes de toxicidade são experimentos, nos quais organismos vivos são colocados frente à compostos ou substâncias químicas e suas reações são observadas. A bactéria luminescente Vibrio fischeri é conhecida e utilizada em testes de toxicidade aguda. Sua manipulação é pratica e segura, sendo o teste rápido e eficaz.O principal objetivo deste trabalho foi padronizar o meio de reconstituição utilizado para o ensaio crônico, bem como o teste em si, perante substâncias referência. As substâncias referência utilizadas foram o cromo VI na forma de dicromato de potássio, 3,5 diclorofenol e também amostras de água superficial para observar o comportamento do ensaio. Para fins de comparação, o teste de toxicidade aguda foi realizado paralelamente com as mesmas amostras. A análise do crescimento relativo de biomassa foi realizada por espectrofotometria. Ensaios agudos e crônicos com o bioindicador Daphnia magna também foram realizados com fins de comparação de métodos. O ensaio crônico se mostrou instável perante as substâncias referências, ocorrendo crescimento bacteriano. A composição do meio foi variada durante o decorrer dos ensaios levando em consideração a disponibilidade de fonte de carbono para minimizar o crescimento das bactérias nos tubos de ensaio. Com o meio reformulado conseguiu-se a manutenção da luminescência durante o tempo necessário para o ensaio. Os ensaios foram repetidos, mas a instabilidade do sistema teste continuava. Dependendo da movimentação dos tubos do termobloco até o luminímetro o valor de luminescência era alterado, variando muito nos resultados. Os tubos de leitura foram agitados após a leitura de 24 horas por 30 segundos a 156 rpm e uma nova leitura realizada. Os valores de luminescência aumentavam devido a disponibilidade de oxigênio no meio, mas os resultados se mostraram mais coerentes se comparados com a leitura 24 horas sem agitação prévia, onde houve muita variação. Esta observação indica a possível necessidade do ensaio ficar em agitação no período de incubação, para não haver estratificação dentro do tubo e mantê-lo homogêneo. O método utilizado para a medição do ensaio crônico com Vibrio fischeri não demonstrou resultados satisfatórios, ocorrendo grandes variações nas leituras. Por outro lado, usando amostras de água superficial, verificou-se uma diferença significativa entre os resultados do ensaio crônico, comparando-se com o ensaio agudo com V. fischeri, e também se comparado com o bioindicador Daphnia magna.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Adilson Pinheiro; Marcos Rivail da Silva; Joachim Leonard Walter Knie; William Gerson Matias; Jörg Henri Saar

School:Universidade Regional de Blumenau

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:meio de reconstituição ensaio crônico Toxicidade - Testes;Bioluminescência;Bactérias luminosas;Água Análise

ISBN:

Date of Publication:08/30/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.