Details

Avaliação de orientações sistematizadas de enfermagem no pós-operatório de mulheres submetidas à mastectomia

by Melo, Elizabeth Mesquita

Abstract (Summary)
Enfatiza-se a importância do acompanhamento de enfermagem no pós-operatório de mastectomia, visando à identificação de problemas na busca da qualidade de vida da mulher e minimização de alterações físicas e psicológicas, para sua melhor readaptação ao ambiente social. O estudo teve como objetivo geral: avaliar a contribuição da assistência de enfermagem desenvolvida no pós-operatório, para a readaptação física, emocional e social da mulher mastectomizada e específicos: identificar diferenças nas respostas físicas, emocionais e sociais entre as mulheres que foram ou não submetidas à orientação sistematizada de enfermagem; conhecer as complicações pós-operatórias presentes nos dois grupos de mulheres; e detectar as dúvidas entre os grupos em relação aos cuidados necessários para a prevenção de complicações após a mastectomia. Estudo experimental, do tipo ensaio clínico randomizado controlado. Aplicou-se uma intervenção a um grupo de mulheres (grupo intervenção), no pós-operatório imediato de mastectomia, para a observação de seus efeitos, em relação a outro grupo em que não foi realizada (grupo controle). Dados coletados entre novembro de 2005 e março de 2006, em uma instituição especializada em oncologia, Fortaleza-Ceará. A população constou de portadoras de doenças da mama que realizaram cirurgia nesse período, sendo composta por 80 mulheres, 40 em cada grupo, selecionadas aleatoriamente. Dados organizados e analisados quantitativamente, submetidos à análise estatística. Utilizou-se o Programa Microsoft Office Excel 2003, para o banco de dados. Considerou-se o nível de significância dos testes igual a 5%. O projeto foi aprovado pelo comitê de ética da instituição. A faixa etária predominante foi 36 a 68 anos (87,5%); 60% procediam do interior do estado; 57,5% eram casadas. A mastectomia radical modificada com esvaziamento axilar foi o procedimento mais realizado (56%) e o diagnóstico mais comum carcinoma ductal infiltrante (58,8%). Identificou-se diferença estatisticamente significativa quanto à manifestação de desamparo, falta de forças, sensação de cansaço e tensão, com um índice de alteração emocional menor no grupo-intervenção. 57,5% do grupo intervenção, após a cirurgia, retomaram atividades que beneficiavam a recuperação, observado em 7,5% do grupo controle. Foram manifestadas dúvidas sobre as atividades por 57,5% das mulheres do grupo controle e 37,5% do grupo intervenção. Houve mais complicações cirúrgicas no grupo controle (92,5%) em relação ao grupo intervenção (57,5%). Este grupo apresentou menos dificuldades para manusear o dreno de sucção (7,5%), sendo 31,6% no grupo controle. O acompanhamento direcionado ao grupo intervenção contribuiu para a adoção de atitudes positivas relacionadas aos cuidados com o braço do lado operado. A orientação sistematizada de enfermagem no pós-operatório de mastectomia possui valor inestimável, visto que proporciona o esclarecimento de dúvidas a respeito da doença e da cirurgia, e possibilita a adoção de cuidados favoráveis à recuperação mais rápida da mulher e a sua readaptação.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marli Teresinha Gimenez Galvão; Raimunda Magalhães da Silva; Dafne Paiva Rodrigues; Almerinda Holanda Gurgel; Ana Fátima Carvalho Fernandes

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:ENFERMAGEM Assistência Enfermagem. Pós-operatório Mastectomia Enfermagem Oncológica Pesquisa em Cuidados Pós-Operatórios - enfermagem de

ISBN:

Date of Publication:03/20/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.