Details

Padronização de modelo experimental de artrite na articulação temporomandibular induzida por zymozan em ratos e estudo do papel do óxido nítrico

by Chaves, Hellíada Vasconcelos

Abstract (Summary)
Disfunção temporomandibular (DTM) é um distúrbio relacionado à função do sistema mastigatório que acomete as articulações temporomandibulares (ATM), os músculos mastigatórios e/ou estruturas associadas. As desordens inflamatórias na ATM classificam-se como uma das quatro classes de DTM, estando presente em um grande número de pacientes. Embora a inflamação e a dor nas estruturas articulares sejam entidades clínicas importantes, seus mecanismos são pouco compreendidos. Objetivamos montar modelo experimental de artrite na ATM para estudar a fisiopatologia da doença e a participação de mediadores inflamatórios como óxido nítrico (NO). Foram utilizados ratos Wistar fêmeas (160-220 g) nos quais se injetou 40 microlitros de zymosan (Zy: 0,25; 0,5; 1 ou 2 mg) na ATM esquerda dos animais para indução de artrite. Esses animais foram sacrificados nos tempos de 3 h, 6 h, 1, 2, 3, 5, 7, 10 e 21 dias. Utilizaram-se inibidores da síntese de óxido nítrico L-NAME (10, 30 e 100 mg/kg i.p.) ou 1400W (0,5 e 1 mg/kg s.c.) os quais foram injetados 30 min antes da indução da artrite. Parâmetros de contagem do influxo celular no líquido sinovial, estudo da permeabilidade vascular pelo extravasamento de azul de Evans, estudo do ensaio de mieloperoxidase (MPO), determinação da produção de óxido nítrico através da dosagem de nitrito pelo método de Griess, análise histopatológica e imunohistoquímica para NO sintase induzida (NOSi) foram avaliados. Observamos que Zy (2 mg) induziu aumento significativo do influxo celular no líquido sinovial (plt;0,05), do extravasamento de azul de Evans (plt;0,05), da atividade de mieloperoxidase (plt;0,05) e da dosagem de nitrito/nitrato (plt;0,05) na 6ª h após indução da artrite em relação ao grupo controle. A análise histopatológica mostrou que Zy (2 mg) induziu, de forma significativa, infiltrado celular na membrana sinovial, no tecido conjuntivo periarticular, no tecido muscular esquelético e espessamento da MS na 6ª h após indução da artrite. No 10º d após indução da artrite, continua a apresentar infiltrado celular na MS, no tecido conjuntivo periarticular, no tecido muscular esquelético e espessamento da MS, assim como passa a apresentar fibrose da MS e do disco articular. No 21º dia após indução da artrite, foram observados infiltrado celular apenas na MS, com espessamento da mesma, e aumento da fibrose da membrana sinovial, da cartilagem articular, do tecido periarticular e do disco articular, significativamente diferentes em relação ao grupo controle. À análise da reação de imunohistoquímica para NOSi, observou-se aumento da expressão de NOSi no animais com Zy (2 mg). Tanto L-NAME 100 mg/kg quanto 1400W 1 mg/kg (plt;0,05) foram capazes de reverter o aumento do influxo celular no líquido sinovial da ATM (plt;0,05), o extravasamento plasmático (plt;0,05), as alterações histopatológicas e a expressão de NOSi pelo estudo da reação de imunohistoquímica para NOSi observadas na 6ª h após indução da artrite. Esses resultados sugerem que o modelo experimental proposto se presta ao estudo da artrite na ATM, e que NO participa na fisiopatologia do processo inflamatório da DTM.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Francisco Airton Castro da Rocha; Gerly Anne de Castro Brito; Henrique Clasen Sarparo

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Articulação temporomandibular Artrite experimental Inflamação Mediadores da Dor Facial

ISBN:

Date of Publication:07/11/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.