Details

Otimização de metodologia analitica e avaliação da incidencia de cadmio e chumbo em leite humano e alimentos infantis.

by de Oliveira, Adriana Queiroz

Abstract (Summary)
Elementos metálicos, como cádmio e chumbo, uma vez absorvidos pelo organismo, não são completamente eliminados, provocando alterações metabólicas com redução do tempo de vida e da capacidade de trabalho nos indivíduos expostos. Bebês e crianças pequenas constituem a parcela da população que inspira preocupação, do ponto de vista toxicológico, por apresentarem maior absorção que os adultos, em razão de seus organismos não estarem completamente desenvolvidos. Sabe-se que a maior fonte de exposição ao cádmio e ao chumbo, para indivíduos sem exposição ocupacional e não fumantes, é a dieta. Nos primeiros anos de vida, o ser humano possui uma dieta baseada principalmente no leite materno e em alimentos como formulações lácteas, formulações a base de soja, cereais e alimentos na forma de purê. Por esse motivo, levantamentos da contaminação por cádmio ou chumbo nestes alimentos destinados ao público infantil possuem grande importância. O presente trabalho visou obter dados sobre a incidência de cádmio e chumbo em leite humano em seis cidades do Estado de São Paulo (Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Paulo e Votuporanga), em alimentos infantis como formulações lácteas, formulações a base de soja, cereais infantis e alimentos em forma de purê comercializados na cidade de Campinas, SP. A técnica de análise utilizada foi a espectrometria de absorção atômica com atomização eletrotérmica em forno de grafite. O modificador químico empregado foi NH4H2PO4 4% e o tensoativo Triton X-100 foi utilizado na proporção de 1:1 (amostra:Triton X-100) na concentração de 0,5% (v/v). Solução aquosa de ácido nítrico 0,2% foi utilizada como solvente para todos os reagentes. Os limites de detecção do método foram 0,2 ug/L para cádmio e 0,4 ug/L para chumbo. Após a validação do método, 529 amostras foram analisadas, entre elas 371 de leite humano, 36 de formulações lácteas e 15 formulações a base de soja, 68 de alimentos infantis em forma de purê e 39 de cereais infantis. Foram analisadas três amostras diferentes de todos os alimentos comerciais disponíveis no mercado. As amostras, quando contaminadas, foram analisadas em triplicata e cada replicata analisada em dias diferentes. Das 371 amostras de leite humano analisadas, 71 eram de doadoras de clínicas e hospitais de Campinas e estas pertenciam a três grupos diferentes de nutrizes: Adolescente (<19 anos) de baixa condição socioeconômica (AdBCS); Adultas (>19 anos) de baixa condição socioeconômica (ABCS) e Adultas de alta condição socioeconômica (AACS). Destas amostras, nenhuma estava contaminada com cádmio e apenas duas apresentaram resíduo de chumbo nas concentrações de 44 e 53 ?g/L. Outras 300 amostras de leite humano provenientes de bancos de leite humano das cidades mencionadas anteriormente foram analisadas e dentre essas apenas uma estava contaminada com cádmio (1,5ug/L) e quatro com chumbo (9,0 a 26 ug/L). Cinco amostras de formulações a base de soja estavam contaminadas com cádmio em concentrações que variaram de 2,4 ± 0,3 a 5,2 ± 1,3 ug/L (18 ± 2 a 41 ± 10 ug/kg fórmula seca). Nenhuma das amostras analisadas estava contaminada com chumbo. Nas amostras de alimento infantil em forma de purê doce, a contaminação por chumbo variou de 10 a 119 ug/kg e para cádmio variou de 5 a 18 ug/kg. Entre nos alimentos em forma de purê salgado, os níveis de contaminação foram bastante baixos tanto para cádmio, variando de 7 a 27 ug/kg, como para chumbo, variando de 13 a 44 ug/kg. Os cereais infantis analisados apresentaram baixa contaminação tanto por cádmio como por chumbo, mas duas marcas pertencentes ao mesmo fabricante e contendo como ingrediente principal a farinha de arroz, estavam contaminadas com cádmio nos três lotes analisados. Os níveis de contaminação variaram de 17 a 37 ug/kg. Apesar da contaminação por cádmio ou chumbo em algumas amostras de alimentos infantis (formulações a base de leite, formulações a base de soja, purê doce, purê salgado e cereais), estas não colocariam em risco a saúde de bebês e crianças pequenas, pois em quase todas as amostras os níveis de contaminação foram baixos e não atingiriam os níveis tolerados pela OMS (Organização Mundial de Saúde).
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Lucia Maria Valente Soares; Lucia Maria Valente Soares [Orientador]; Luciane Mie Kawashima; Maria Cecilia de Figueiredo Toledo; Monica Cristiane Rojo de Camargo; Nivaldo Baccan; Solange Cadore

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Leite humano Lactentes - Nutrição

ISBN:

Date of Publication:07/20/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.