Details

Infecção de macrofagos originados de monocitos primarios humanos com o parasito Leishmania amazonensis em microambientes normoxico e hipoxico

by Lamas de, Marcos Eduardo

Abstract (Summary)
A leishmaniose tegumentar é uma parasitose causada por protozoários do gênero Leishmania que acomete preferencialmente a pele e/ou as mucosas e caracteriza-se pelo aparecimento de lesões ulcerosas. Histologicamente, esta lesão caracteriza-se pela desintegração da epiderme e da membrana basal, com grande incidência de histiócitos, linfócitos, granulomas e proliferação de parasitos. Como conseqüência, a região lesada apresenta redistribuição de vasos sanguíneos, e dificuldades na difusão de oxigênio, resultando em microambiente hipóxico. Macrófagos se adaptam a hipóxia, alterando seu metabolismo, produção de linfocinas e atividade fagocítica. No presente trabalho comparamos os efeitos da hipóxia (6% O2) e da normóxia (21% O2) na infecção in vitro de macrófagos humanos obtidos de monócitos de sangue periférico com o parasito Leishmania amazonensis. Culturas de macrófagos humanos expostos a hipóxia antes da infecção com L. amazonensis mostraram redução na porcentagem de células infectadas quando comparadas com culturas de macrófagos humanos que permaneceram em normóxia. Nós também investigamos se a hipóxia estaria inviabilizando a sobrevivência dos macrófagos (teste do MTT) e induzindo a produção da linfocina TNF-? (boiensaio com células L929). Macrófagos humanos submetidos à hipóxia não mostraram diferenças significativas em relação viabilidade quando comparados aos macrófagos que permaneceram em ambiente normóxico culturas de macrófagos humanos estimulados com LPS e submetidos a períodos de hipóxia produziram mais TNF- ? do que culturas de macrófagos estimulados com LPS que permaneceram em normóxia. Porém quando infectados com L. amazonensis, macrófagos estimulados com LPS em hipóxia mostraram produção significativamente menor de TNF- ? quando comparados a macrófagos não infectados e estimulados por LPS, em ambiente hipóxico. Verificamos também que a produção de TNF- ? nas culturas de macrófagos infectados com L. amazonensis, estimuladas com LPS, em hipóxia foi similar a produção de TNF- ? dos macrófagos infectados com L. amazonensis, estimulados com LPS, mas que permaneceram em normóxia. Nossos resultados indicam que hipóxia altera a susceptibilidade de macrófagos humanos obtidos de monócitos de sangue periférico para a infecção com L. amazonensis, e que a produção de TNF- ? não está envolvida no mecanismo pelo qual estas células controlam a carga parasitária
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Selma Giorgio; Selma Giorgio [Orientador]; Fabio Trindade Maranhão Costa; Fernanda Ramos Gadelha; Marcelo Brocchi; Ana Maria Aparecida Guaraldo

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Fator de necrose tumoral

ISBN:

Date of Publication:01/31/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.