Details

Géis de goma do cajueiro e derivados com quitosana - síntese, caracterização e ensaios preliminares em sistemas de liberação de fármacos.

by Silva Maciel, Jeanny da

Abstract (Summary)
Géis de goma do cajueiro e/ou derivados com quitosana foram sintetizados por três diferentes rotas: complexação polieletrolítica, re-acetilação de quitosana e pelo mecanismo de formação de base de Schiff. Géis de goma do cajueiro carboximetilada com quitosana obtido por complexação polieletrolítica (CPE) foram caracterizados por titulação condutimétrica, potenciométrica, espectroscopia na região do IV, analise termogravimétrica e microscopia eletrônica de varredura e quanto à capacidade de intumescimento. Os complexos foram obtidos em razões não estequiométricas de cargas. A razão [NH3 +]/[COO- ] nos géis dependendo grau de substituição da goma carboximetilada e da ordem de adição dos poliíons durante a complexação. Os géis obtidos são solúveis em meio ácido. Em pH gt; 7 a liberação in vitro de diclofenaco de sódio e potássio, utilizando estas matrizes, ocorre rapidamente via mecanismo de liberação não-Fickiano. A reticulação do gel permite a sua utilização em meio ácido. A liberação de DCS em pH 1,2 também segue um mecanismo de liberação não-Fickiano. Géis de quitosana reacetilada (QT)/goma do cajueiro (GC) foram preparados e testados na liberação controlada de pilocarpina. Os géis foram caracterizados por espectroscopia na região do IV, analise termogravimétrica, raio-X e quanto à capacidade de intumescimento em água e em tampão. A liberação de pilocarpina nos três géis é similar nos primeiros 100 min, quando 60 % do fármaco são liberados. Acima desse tempo a maior concentração de goma do cajueiro no gel provoca uma diminuição da percentagem de pilocarpina liberada. Um mecanismo não-Fickiano foi observado para o gel de quitosana em pH 2,0 e 7,4, enquanto que em pH 9,8 o mecanismo é Fickiano. Géis de QT/GC mostraram mecanismo Fickiano de liberação de pilocarpina, independente do pH. Derivados da goma do cajueiro oxidado (GCOX) com periodato foram sintetizados com percentagem de 2 a 62% de grupamentos aldeídicos. Os derivados foram caracterizados por espectroscopia de RMN de 1H e 13C 1D e 2D. Os derivados foram utilizados para preparação de géis reticulados com quitosana via reação base de Schiff. Os géis formados são insolúveis em meio ácido e básico (7,4) apresentam capacidade de absorção de água de até oito vezes sua massa seca em meio ácido (pH 1,2). A liberação seqüenciada de diclofenaco utilizando como matriz o gel QT:GCOX 2:1 foi estudada em pH 1,2 e 7,4. Em pH 1,2 praticamente não é liberado fármaco e liberação controlada foi observada em meio pH 7,4.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Regina Célia Monteiro de Paula; Lindomar Roberto Damasceno da Silva; José Luís Cardozo Fonseca; Cristina Tristão de Andrade; Judith Pessoa Andrade Feitosa

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Géis de goma quitosana liberação fármacos

ISBN:

Date of Publication:06/07/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.