Details

Ocorrência de espécies de afídeos em citros (Citrus sinensis (L.) Osbeck), seus predadores e parasitórides.

by Mello Costa, Fabiano de

Abstract (Summary)
A flutuação populacional dos afídeos Aphis spiraecola (Patch, 1914),Aphis gossypii (Glover, 1887), Toxoptera aurantii (Boyer de Foscolombe, 1841) eToxoptera citricidus (Kirkald, 1907) foi estudada, correlacionando-as com asvariações climáticas no período de maio de 2004 a abril de 2005, através do uso daAnálise de correlação de Pearson. As amostragens foram realizadas,quinzenalmente, através de armadilha Möericke. As maiores densidadespopulacionais de A. gossypii ocorreram em agosto e setembro de 2004, neste último,constatou-se o pico populacional. No período de julho a setembro de 2004constatou-se as maiores incidências de T. aurantii, sendo o mês de agosto de 2004 ode maior pico populacional. T. citricidus não apresentou correlação significativacom nenhum dos fatores climáticos estudados, embora tenham sido observadosmaiores densidades populacionais nos meses de maio, junho e agosto de 2004, esegunda semana de janeiro de 2005. A. spiraecola predominou sobre as demaisespécies com picos populacionais nos períodos de maio a agosto de 2004 e naterceira semana de dezembro de 2004. O período de pico populacional desta espéciefoi agosto de 2004. Foi obtida correlação estatística positiva entre as populaçõesdesses afídeos com a amplitude térmica e o número de dias de estiagem. Correlaçãonegativa, em relação à umidade relativa, foi observada somente para A. gossypii.Foram identificadas nas entrelinhas da cultura de citros, 22 plantas infestantes, dasquais Annona coriacea M. (Anonaceae), hospedeira de T. aurantii, Bidens pilosa L.(Asteraceae), hospedeira de A. spiraecola, e as infestantes Emilia sonchifolia (L.)DC (Asteraceae), Sonchus oleraceus L. (Asteraceae), Cassia sp (Leguminosae), Sidaglaziovii K. Sch., Sida rhombifolia L., Sida urens L. (Malvaceae), Solanumiv5americanum Mill e Solanum erianthum D. Don (Solanaceae) infestadas por A.gossypii, devem ser controladas, pois são focos de afídeos prejudiciais a cultura.Com relação aos inimigos naturais, as espécies de parasitóides mais encontradas,foram os hymenópteros da Família Aphidiidae, Lysiphlebus testaceipes (Cresson,1880) e Aphidius colemani Viereck, 1912. Do grupo dos predadores a FamíliaCoccinellidae apresentou o maior número de espécies, sendo que Hippodamiaconvergens (Guérrin-Meneville) foi à espécie mais freqüente, seguida por Cyclonedasanguinea (Linnaeus, 1763) e, posteriormente, Scymnus sp, enquanto que Olla v-nigrum (Germ.; 1824), Hyperaspis (Hyperaspis) festiva Mulsant, 1850 e Hyperaspissp., foram encontradas em menor quantidade durante o período de amostragens.Entre o grupo dos predadores, os crisopídeos foram os mais abundantes, sendoidentificadas duas espécies: Chrysoperla externa (Hagen, 1861), Ceraeochrysacincta Adams, 1982 e oito exemplares identificados apenas como Leucochrysa(Nodita) sp. Entre os Hemerobiideos, apenas a espécie Nusalala tesselata(Gerstaecker, 1888) foi observada em pequenas quantidades nas folhas de citros.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Carlos Roberto Sousa e Silva

School:Universidade Federal de São Carlos

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Dinâmica de população Plantas infestantes Pragas - controle biológico

ISBN:

Date of Publication:05/30/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.