Details

Avaliação de dados Radarsat-1 e CBERS-2 para estimativa da estrutura do cerrado: uma abordagem utilizando dados alométricos e históricos

by Gomes, Marilia Ferreira

Abstract (Summary)
O cerrado é uma formação savânica lenhosa detentor de uma grande biodiversidade, mas que está sendo rapidamente convertido em monocultura. Uma metodologia para sua caracterização a partir de dados de sensoriamento remoto não foi ainda definida e continua sendo um assunto de pesquisa ativa. Dados óticos já demonstraram seu potencial e suas limitações, mas poucos trabalhos foram dedicados à avaliação dos dados de radar orbitais e nenhum com os dados do satélite canadense RADARSAT-l. Sendo uma formação aberta, o cerrado pode ser modelado como um mosaico de cobertura vegetal e de solo e a resposta de sensores radar deveria resultar de uma combinação de retroespalhamento direto e volumétrico. Certos estudos sugerem que dados de radar são mais eficientes quando utilizados em conjunto com dados óticos, uma abordagem também contemplada na presente pesquisa. Nesta dissertação, dados históricos de degradações (desmatamento, incêndios florestais, etc.), medidas alométricas e dados de umidade gravimétrica dos solos de 35 áreas de amostragem foram usados a fim de caracterizar a idade e as propriedades estruturais do cerrado em estado clímax e de regeneração em uma área de proteção ambiental do norte de Minas Gerais, uma vez usada como plantação de eucalipto: o Parque Estadual Veredas do Peruaçu (PEVP). O objetivo da pesquisa consiste em avaliar dados RADARSAT-l apartir de modelos de resposta de retroespalhamento em dois ângulos de incidência (26° e 45°) e duas estações fenológicas (abril e setembro) assim como o potencial de acrescentar a esses dados, um índice de vegetação (NDVI) extraido do dados óticos do satélite sino-brasileiro CBERS-2. Técnicas de correlação estatísticas e modelos de regressão múltipla foram usados para modelar a possível contribuição desse conjunto de dados de sensoriamento remoto para a caracterização estrutural do cerrado. Os resultados mostraram que a umidade do solo tem um efeito dominante sobre o retro espalhamento das quatro imagens RADARSAT, especialmente nos dados de abril com 26°. A densidade das árvores foi a variável estrutural que teve a maior contribuição no retroespalhamento da estação úmida (abril). O histórico de incêndios também demonstrou ter uma certa influência sobre as características das amostras. A maior parte dos modelos tiveram uma sensibilidade fraca a moderada às diferencias estruturais da vegetação. Os dados de NDVI do CBERS-2 reiteraram resultados encontrados em pesquisas anteriores, mostrando sensibilidade à. composição das comunidades vegetais e aos parâmetros de definem a proporção solo-vegetação. A união dos dados NDVI com os dados radar não demonstrou uma contribuição significativa na caracterização estrutural do cerrado.Essa pesquisa permitiu um melhor entendimento dos mecanismos de retroespalhamento radar na sua relação com a estrutura do cerrado, especialmente nas suas limitações em termos de freqüência e de polarização. A dissertação contribuiu na adoção de uma nova trajetória de pesquisa utilizando dados radar de outras configurações assim como o aprimoramento das técnicas de coletas de dados em campo para os estudos de sensoriamento remoto sobre o cerrado.
Bibliographical Information:

Advisor:Philippe Maillard; Magda Luzimar de Abreu; Silvana Amaral Kampel

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:cerrado minas gerais teses processamento de imagens sensoriamento remoto parque estadual veredas do peruaã§u mg

ISBN:

Date of Publication:07/06/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.