Details

Cinética de migração celular e expressão da enzima óxido nítrico sintase induzida (iNOS) na pele de cães imunizados com componentes antigênicos de uma nova vacina contra Leishmaniose Visceral Canina (LVC)

by de Souza, Juliana Vitoriano

Abstract (Summary)
A busca por novos imunobiológicos contra LVC, capazes de ativar uma resposta imune protetora e duradoura no cão, tem se intensificado na última década. No entanto, ainda são poucos os trabalhos que explicam os mecanismos iniciais da resposta inata pós-imunização (p.i) in situ. O presente estudo teve como objetivo central avaliar a cinética de migração celular na pele de cães frente aos distintos componentes antigênicos da vacina LBSap. Quinze cães sem raça definida (SRD) de ambos os sexos com idade variando de 8 a 12 meses, foram inoculados intradermicamente na região dorsal com diferentes componentes antigênicos e divididos em cinco grupos experimentais: (i) grupo controle salina (CS) recebeu 250 µL de salina estéril 0.9%; (ii) grupo Saponina (Sap) recebeu 1 mg de saponina; (iii) grupo Saliva (Sal) recebeu 1 ácino de glândula de Lu. longipalpis por inóculo, (iv) grupo antígeno de L. braziliensis (LB) recebeu 600 µg de proteína de L. braziliensis e (v) grupo vacina de L. braziliensis associado a saponina (LBSap) recebeu 600 µg de proteína de L. braziliensis e 1 mg de saponina. Após os tempos de 1, 12, 24, 48 e 96 horas, foram realizadas biópsias de pele. Os resultados obtidos indicaram que o adjuvante saponina isoladamente ou em associação ao antígeno de L. braziliensis induziu forte reação inflamatória aguda local acompanhada por edema, congestão e hemorragia, no entanto, essas reações não evoluíram para lesões ulceradas. A morformetria por análise de imagem da intensidade do infiltrado celular demonstrou aumento do número de núcleos celulares no grupo Sap na derme. Na hipoderme, esse aumento foi mais intenso que na derme, nos grupos Sap e LBSap. De modo geral, o perfil celular encontrado nos grupos Sap e LBSap foi composto de neutrófilos, linfócitos e eosinófilos, sugerindo um perfil misto de resposta imune (tipo1/ tipo2), fundamental para o controle da infecção. Essas análises ressaltam o papel da saponina como potente estimulador de resposta celular, importante para o início dos processos de apresentação antigênica e desenvolvimento da resposta protetora pós-imunização. No grupo Sal, observou-se aumento de eosinófilos na hipoderme demonstrando o papel da saliva como imunomodulador no início da infecção por Leishmania. Observou-se também aumento da produção de iNOS nos grupos Sap e LBSap permitindo-nos inferir que esse aumento poderia ser importante para o desenvolvimento de um microambiente composto por IFN-amp;#947; e de quimiocinas. Desse modo, podemos concluir que a imunização por LBSap e pelo adjuvante saponina produz um perfil semelhante ao de resistência a infecções por Leishmania, contribuindo para o melhor entendimento dos eventos da imunidade inata gerados pela vacina LBSap.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marta de Lana; Alexandre Barbosa Reis; Claúdia Martins Carneiro; Maria Norma Mello

School:Universidade Federal de Ouro Prêto

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Cinética de migração celular pele cães imunizados IMUNOLOGIA

ISBN:

Date of Publication:01/29/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.