Details

Resíduos de carbosulfan e de seus metabólitos carbofuran e 3-hidroxi-carbofuran em frutos e folhas de laranjeira [Citrus sinensis (L.) Osbeck], determinados por cromatografia em fase gasosa.

by Trevisan, Marcos José

Abstract (Summary)
Este estudo teve como principal objetivo avaliar o inseticida/acaricida carbamato carbosulfan e seus metabólitos carbofuran e 3-hidroxi-carbofuran, de modo a estudar este metabolismo em condições de campo, abrangendo a sua ocorrência como resíduos em frutos, cascas e suco, bem como o potencial de contaminação do agroecossistema (resíduos em folhas). A degradação/persistência desses resíduos nos substratos foi monitorada durante certo período de tempo de tomada de amostras, e comparada com o limite máximo de resíduo (LMR) e o intervalo de segurança, estabelecidos pela legislação Brasileira para frutos. O trabalho consistiu de dois experimentos: o Experimento 1, realizado no município de Cordeirópolis-SP com o cultivar Valência, e o Experimento 2 com o cultivar Pêra Rio, em São Pedro-SP, ambos com 4 tratamentos (3 repetições), que foram os seguintes: A - uma única aplicação na dosagem X = 50 mL p. c./100 L de água (10 g i. a./ 100 L de água) de Marshal 200 SC (recomendada na bula); B - uma única aplicação na dosagem 2X = 100 mL p. c./100 L de água (20 g i. a./ 100 L de água) de Marshal 200 SC; C - quatro aplicações na dosagem X(4x) = 50 mL p. c./100 L de água (10 g i. a./ 100 L de água) de Marshal 200 SC; D - Testemunha. O método analítico consistiu na extração dos resíduos com acetato de etila, limpeza dos extratos em cromatografia de permeação em gel (GPC), e determinação quantitativa em cromatógrafo de gás equipado com detector de nitrogênio - fósforo (NPD). As amostras de frutos e de folhas foram colhidas um dia antes da aplicação parcelada (-1 dia), e aos zero, 1, 3, 7, 14, 21 e 28 dias após. No Experimento 2, os frutos foram separados em casca e suco, com o propósito de se estudar a ocorrência de seus resíduos nestes substratos, e, desse modo a possibilidade de penetração na polpa (suco). Os limites de quantificação (LOQs), determinados por estudos de fortificação e recuperação, foram iguais para ambos os substratos (0,05 mg.kg -1 , ppm) (fruto e folha) e para os três analitos (carbosulfan, carbofuran e 3-hidroxi-carbofuran). Em ambos os experimentos, o metabolismo do carbosulfan em carbofuran foi em geral rápido, tanto no fruto como na folha, e mais lento deste para 3-hidroxi-carbofuran, sendo os resíduos nas folhas sempre maiores do que nos frutos. Para o fruto, no Experimento 1, os valores do LMR e do período de carência mostraram-se de acordo com a legislação vigente, com resíduos totais de carbosulfan (carbosulfan + carbofuran + 3-hidroxi-carbofuran) abaixo do LMR (0,05 mg.kg -1 ) ao cabo do intervalo de segurança (7 dias). No Experimento 2 os resultados permitiram a determinação dos valores de ½ vida para carbofuran de 9,4 e 3,0 dias, respectivamente para casca e folha, para o tratamento A (dosagem recomendada). A análise do suco revelou níveis inferiores ao LOQ (< 0,05 mg.kg -1) em todas as amostras de qualquer tratamento.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Gilberto Casadei de Baptista; Oscar Bahia Filho; Gilberto Casadei de Baptista; Marcos Aparecido Pizano

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: cromatografia gasosa folha fruto laranja

ISBN:

Date of Publication:01/13/2003

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.