Details

Detecção de betalactamases de espectro expandido (ESBL) em cepas de coliformes isoladas de carne de frango comercializada na cidade de Fortaleza, Ceará.

by de Souza, Germana Conrado

Abstract (Summary)
A cadeia produtiva do frango de corte depende da biossegurança e da qualidade dos produtos que são ofertados à população, visto ser essa a fonte de proteína mais acessível e barata. O intenso processamento de produtos avícolas necessita de constantes averiguações a respeito da sua qualidade microbiológica. Diante do exposto, este trabalho teve como objetivo avaliar as condições microbiológicas e de realizar o teste de susceptibilidade antimicrobiana e detecção de bactérias produtoras de ESBL das cepas de microrganismos isoladas das amostras coletadas. No período de abril a novembro de 2006 foram coletadas 80 amostras de carne de frango resfriada e congelada comercializada na cidade de Fortaleza, Ceará. O protocolo microbiológico incluiu a contagem de bactérias aeróbias mesófilas, determinação do NMP de coliformes a 35°C e a 45°C, de acordo com aRDC n° 12 de 02 de janeiro de 2001 da ANVISA. Para o teste de susceptibilidade a antimicrobianos foi utilizada a técnica de difusão em placas segundo KIRBY-BAUER e CLSI, para detecção de cepas produtoras de ESBL. Os antibióticos usados foram: amicacina (30µg), ampicilina (10µg), ciprofloxacina (05µg), ceftazidima (30µg), estreptomicina (10µg), doxiciclina (30µg), gentamicina (10µg), imipenem (10µg), sulfonamida (300µg) e sulfametoxazol/trimetroprim (25µg). Das 80 amostras analisadas, a contagem de mesófilos variou de lt;1,0 x 10 UFC/g a 6,3 x 105 UFC/g, 34 (43%) das amostras foram positivas para coliformes a 35°C e 17 (21%) para coliformes a 45°C. Quanto ao teste de susceptibilidade antimicrobiana, o maior percentual de resistência encontrado nas 11 cepas de Escherichia coli foi à doxiciclina (91%); 27% das cepas foram 100% sensíveis a amicacina, gentamicina e imipenem. Das 22 cepas de Klebsiella pneumoniae isoladas, a maior resistência foi à ampicilina (94,5%); maior sensibilidade a gentamicina, sulfametoxazol/trimetroprim e amicacina, 94,5%, 94,5% e 90%, respectivamente. Das 19 cepas de Enterobacter aerogenes, 90,1% foram resistentes a ampicilina e 95,4% apresentaram sensibilidade a ciprofloxacina. Das 11 cepas de Escherichia coli, 22 de Klebsiella pneumoniae e 19 de Enterobacter aerogenes, apenas 4, 9 e 5 cepas apresentaram o fenótipo produtor de ESBL, respectivamente, e destas somente 3 (33%) das cepas de Klebsiella pneumoniae e 3 (60%) das cepas de Enterobacter aerogenes foram confirmadas como produtoras de ESBL. Foi possível constatar que a carne de frango apresentaram falhas em relação a qualidade microbiológica, como demonstrado pela presença de elevado número de bactérias aeróbias mesófilas, coliformes a 35°C e coliformes a 45°C, sinalizando para o risco potencial de ocorrência de DTA, inclusive por microrganismos multi-resistentes à antimicrobianos e produtores de ESBL. A implementação de um sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), envolvendo todas as etapas do processamento, pode constituir uma medida eficaz para a melhoria da qualidade e segurança do produto
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:EVERARDO ALBUQUERQUE DE MENEZES; Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco; Benedito de Brito Cardoso

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Carne de frango resistência antimicrobiana

ISBN:

Date of Publication:08/24/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.