Details

Prevalência de algumas doenças em população residente em área de influência de Usinas Hidrelétricas, no município de Porto Velho, Amazônia Ocidental

by KATASURAGAWA, TONY HIROSHI

Abstract (Summary)
Este estudo compreendeu a avaliação da saúde da população residente entre as localidades de Santo Antônio e Abunã, no município de Porto Velho, Estado de Rondônia, Oeste da Amazônia Brasileira, no período de agosto de 2004 a fevereiro de 2005. A avaliação foi realizada através da análise do perfil hematológico, parasitológico de fezes, da prevalência da malária, da hepatite B, da hepatite C, da sífilis, da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA/AIDS) e da deficiência da glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD). Na análise global, As parasitoses intestinais apresentaram a maior prevalência (64,4%), seguida pela malária (23,8%), portadores do vírus da hepatite C (7,4%), hepatite B (6,7%), sífilis (1,4%) e deficiência da G6PD (1,4%). Não houve nenhum caso confirmado de portadores do HIV, porém 3 indivíduos apresentaram perfil sorológico indeterminado. No perfil hematológico, a eosinofilia esteve presente em 65,7% das amostras analisadas; 25,8% das amostras apresentaram valores de hemoglobina abaixo de 12g/dl; 19,5% apresentaram microcitose e 3,7% das amostras apresentaram hematócrito abaixo de 30%. A população deste estudo reside às margens do rio Madeira, e da rodovia federal BR 364 que, praticamente, acompanha a geografia do rio a poucos quilômetros de distância. As principais atividades econômicas são a agropecuária e garimpo de ouro. Foram avaliados, também, os serviços públicos de saúde oferecidos à população. Constatou-se que são básicos e precários, restringindo-se a consultas clínicas, alguns exames laboratoriais de rotina e atendimento odontológico básico, que são realizados nos fins-de-semana em três postos de saúde. O saneamento básico é inexistente na área abrangida pelo estudo, não existindo serviço de fornecimento água tratada, rede pública de esgoto, ou coleta de lixo. A área de estudo encontra-se dentro do que foi denominada de ?área de influência?, que será afetada pela construção de duas Usinas Hidrelétricas (UHE) no leito do rio Madeira. Essas UHE?s fazem parte de um projeto do Governo Federal que visa gerar, no total, cerca de 7.500 MW, e também tornar o rio navegável em toda sua extensão. A previsão para o início das obras civis é para o segundo semestre de 2006. Uma das UHE será instalada na periferia de Porto Velho, na localidade conhecida como Santo Antônio, e a outra na cachoeira de Jirau, distante cerca de 120 km a montante. A empresa responsável pelo estudo de viabilidade das obras estima que serão utilizados em torno de 40 mil trabalhadores para ambas as obras. Com o ingresso de milhares de trabalhadores diretos, e outros milhares de trabalhadores indiretos atraídos pelas oportunidades comerciais e econômicas na área em questão, há um iminente risco de ocorrerem epidemias, seja de doenças tropicais, sexualmente transmissíveis, ou mesmo cosmopolitas. Analisando-se o perfil da saúde dessa população e os serviços de saúde e saneamento atualmente oferecidos, concluímos que se faz necessário a aplicação de medidas preventivas urgentes, como a melhoria e/ou implantação desses serviços de modo permanente nessas localidades antes do início das obras civis, visando a melhoria do quadro atual de saúde da população e também a prevenção de possíveis situações de alto risco à saúde pública.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Luiz Hildebrando Pereira da Silva

School:Fundação Universidade Federal de Rondônia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Malária DST Hepatite Hematologia Parasitoses intestinais Usina Hidrelétrica PARASITOLOGIA

ISBN:

Date of Publication:12/01/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.