Details

Associação de aditivos microbianos na ensilagem e o desempenho de vacas em lactação recebendo silagem de cana-de-açúcar comparada a volumosos tradicionais

by Müller Queiroz, Oscar Cezar

Abstract (Summary)
O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de aditivos químicos, microbianos e a associação destes sobre a dinâmica fermentativa e a estabilidade aeróbia de silagens de cana-de-açúcar, além de avaliar o desempenho de vacas leiteiras de alto potencial produtivo recebendo rações com diferentes fontes de volumosos. No primeiro experimento silagens de cana-de-açúcar foram confeccionadas em silos laboratoriais de 20L, contendo válvula para escape de gases e coleta de efluente. O experimento seguiu o delineamento inteiramente ao acaso, em esquema fatorial sendo constituído por dois períodos de abertura (80 e 140 dias) com 8 tratamentos e 4 repetições. Os tratamentos avaliados foram: uréia 1%MV, 1,2- propanodiol 1%MS (1,2 p), L. L. buchneri 5x104 ufc/g (Lb), L. diolivorans em duas concentrações 1x105 ufc/g (Ld 105 e 1x10 6 ufc/g (Ld 106), L. diolivorans 1x106 ufc/g + L.buchneri 5x104 ufc/g (Ld+Lb) e 1,2-propanodiol 1%MS + L. diolivorans 1x 106 ufc/g (1,2 p+Ld 106). Após abertos os silos foram realizadas avaliações de estabilidade aeróbia em sala com ambiente controlado. Os tratamentos contendo L. diolivorans mais 1,2- propanodiol ou L. diolivorans mais L. buchneri apresentaram os menores valores de perda total de matéria seca 20,42% e 23,73%, respectivamente. Ambos tratamentos também resultaram nos menores teores de etanol, 2,1% e 3,93% da MS, e de perdas gasosas, 20,36% e 20,62%. Tanto para FDN quanto FDA, foram observados valores menores para os tratamentos contendo uréia, 1,2-p + Ld 106 Ld + Lb e Ld 105. Quanto à estabilidade aeróbia houve diferenças entre os períodos de abertura, sendo de 48,03h aos 140 dias e de 31,35h aos 80 dias. O microrganismo L. diolivorans se constituiu em uma alternativa capaz de trazer benefícios quanto às perdas fermentativas e composição bromatológica em silagens de cana-de-açúcar. O segundo experimento avaliou o desempenho de vacas recebendo rações contendo diferentes fontes de volumosos: cana-de-açúcar in natura, silagem de cana-de-açúcar inoculada com L. buchneri silagem de milho e proporções equivalentes de silagem de milho e cana-deaçúcar in natura (50:50). O experimento contou com 48 vacas Holandesas em estágio intermediário de lactação, distribuídas em múltiplos quadrados latinos 4x4 com períodos de 21 dias, sendo 14 dias de adaptação e 7 dias de coleta de amostras. Além da avaliação de desempenho, foram realizadas análises de composição bromatológica dos alimentos e do leite, e avaliações do comportamento ingestivo dos animais e da estabilidade aeróbia dos volumosos e das rações. Os dados de desempenho mostraram diferenças na ingestão de MS, com maiores valores observados para o tratamento silagem de cana-de-açúcar (23,5 kg/dia) e a mistura cana-de-açúcar mais silagem de milho (23,5 kg/dia). Todas as rações resultaram em produções elevadas de leite (22,65 kg/dia) as quais não diferiram entre si. A composição do leite variou somente para o teor de gordura, sendo maior para a silagem de milho (3,61%) e a mistura com cana (3,48%). A silagem de cana-de-açúcar mostrou-se como alternativa interessante frente à cana-de-açúcar in natura, e que ambas podem proporcionar elevadas produções desde que as rações sejam corretamente balanceadas.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Luiz Gustavo Nussio; Antonio Ricardo Evangelista; Paulo Rossi Junior; Luiz Gustavo Nussio

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: alimentos volumosos cana-de-açúcar fermentação alcoólica anaerobia lactação animal leite ? produção ração silagem uréia

ISBN:

Date of Publication:08/25/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.