Details

Análise das políticas compensatórias e das estratégias desobrevivência do homem do campo, principalmente no período de seca: um estudo do caso

by Lourdes Gomes, Maria de

Abstract (Summary)
O Nordeste Brasileiro é secularmente acometido por ?secas?1, fenômeno de grande importância sob os aspectos geo-climáticos, meteorológicos, econômicos, políticos, sociais, culturais e ambientais. Seus impactos são amplamente conhecidos: quebra da produção, desemprego, migração, morte, pestes epidêmicas (muitas vezes matando maisdo que a própria fome), desagregação de famílias e aglomerados humanos, falta d? água,fome, saques, flagelo e tantos outros males. São momentos de desespero, de resistência e de solidariedade. Medidas para solucionar o problema nunca faltaram (que vão desde a importação de dromedários para a região até a construção de grandes barragens como o açude Castanhão), principalmente, a partir da grande ?seca? de 1877-1879, a maior do século XIX ? a partir de então, a ?seca? tornou-se um problema de política governamental - na qual morreram aproximadamente 5% da população brasileira, e que acabou transformando o Nordeste ? até então chamado de Norte ? em uma regiãoproblema. No entanto, ?seca? após ?seca?, o homem do campo continua sendo altamente vulnerável às estiagens. E, dentro dessa realidade, encontra-se o Município deLimoeiro do Norte, área geográfica de estudo, localizado no Estado do Ceará, na Microrregião Vale do Jaguaribe. Buscou-se, então, analisar as políticas compensatórias e as estratégias de sobrevivência do homem do campo, principalmente no período de ?seca?. Foram utilizados a pesquisa bibliográfica e documental e dados de natureza secundária oriundos do Projeto Arizona. Quanto às políticas compensatórias, os resultados encontrados dão conta de que os seus impactos aliviam, temporariamente, o estado de penúria em que vivem as famílias, sem contudo, proporcionar mudanças estruturais significativas. Observou-se, que apesar de inúmeras restrições que impedem o homem de produzir (falta de terra, de água e de recursos para explorar a terra), a agricultura continua sendo a principal atividade e fonte de sobrevivência. Constatou-se, que para sobreviver o homem do campo busca várias estratégias, inclusive a combinação de diversas fontes de renda, entretanto, a grande maioria encontra-se com rendas e terras insuficientes para sua manutenção adequada. Concluído o estudo, considerou como verdadeiras as hipóteses, ou seja, a implementação de políticas públicas de ?combate? aos efeitos da seca não proporcionou ao homem do campo o seu convívio digno no semi-árido, pois sempre quando ela ocorre a população passa pelas mesmas vulnerabilidades e, que, apesar destas políticas não terem minimizado o sofrimento do homem do campo, o mesmo tem seus mecanismos de defesa, embora limitados, como as estratégias de sobrevivência, principalmente no período de ?seca?.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Mônica Dias Martins; José Levi Furtado Sampaio; Maria Irles de Oliveira Mayorga

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:OUTROS Secas abastecimento de água condições rurais

ISBN:

Date of Publication:08/18/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.