Details

Avaliação das características de afetividade em crianças e jovens com síndrome de down

by Rodrigues, Elaine Custódio

Abstract (Summary)
Este trabalho apresenta os processos e os resultados de uma pesquisa acerca da afetividade em crianças e jovens acometidos da síndrome de Down (SD). A relevância do estudo justifica-se devido à necessidade do desenvolvimento de pesquisas, na área de avaliação psicológica de pessoas com síndrome de Down (SD), que sejam respaldadas mediante a utilização de instrumentos apropriados para tal finalidade. A temática discutida enfoca as características de afetividade das crianças com SD. A afetividade, conceitualmente, é considerada ampla, englobando aspectos diversos como emoções, paixões, ansiedade, angústia, tristeza, alegria eaté mesmo as sensações de prazer e dor. O objetivo geral do estudo consistiu em investigar a manifestação da afetividade nas crianças e jovens com SD e a percepção de pais e educadores quanto à expressão da afetividade no comportamento e nas atividades sociais. Os objetivos específicos foram: identificar percepções dos pais sobre as diversas manifestações de comportamentos indicativos de afetividade; verificar no ambiente social extra-domicílio,através da percepção dos professores, as diversas formas e intensidades da expressão da afetividade; e possibilitar o uso da técnica de Zulliger (Z-Teste) em pessoas com SD.Participaram dessa pesquisa 70 (setenta) crianças e jovens com SD, na faixa etária de 04 a 26 anos, assistidos junto a Instituições da Paraíba e do Rio Grande do Norte. Os instrumentos utilizados foram dois questionários, aplicados com os pais e professores, e a técnica projetiva, Z-Teste, aplicada, individualmente, nas crianças e jovens com SD. Para análise dos dados dos questionários, utilizou-se o programa Tri-deux-Mots, com o intuito de selecionar as principaispalavras destacadas pelos pais e professores acerca da expressão da afetividade das crianças e jovens com SD. Para tanto, foi organizado um banco de dados que foi processado por esse programa e, em seguida, interpretado através da Análise Fatorial por Correspondência (AFC), buscando esclarecer as modalidades de respostas apresentadas de forma organizada, através de um gráfico. Os dados do Z-Teste foram analisados, levando em consideração a necessidade de caracterizar os aspectos da afetividade e a elaboração de normas específicas para este tipo deamostra, por meio de escores normalizados. De acordo com os dados apresentados pelo Trideux-Mots, observou-se que tanto no comportamento afetivo como no relacionamento com o outro, em casa e na escola, as crianças e jovens com SD expressam sua afetividade através de características positivas e negativas, da mesma forma que qualquer outra criança que não tenha a síndrome. O Z-Teste possibilitou elementos iniciais para se trabalhar com essa população, no entanto é preciso que se desenvolvam outras pesquisas com o intuito de investigar o porquê das respostas não apresentarem as categorias específicas que se encontramrelacionadas à afetividade, já que foi notória a diversidade de características afetivas apresentadas pelo grupo pesquisado
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:João Carlos Alchieri; Maria da Penha de Lima Coutinho; Cicero Emidio Vaz

School:Universidade Federal do Rio Grande do Norte

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Síndrome de Down Afetividade

ISBN:

Date of Publication:03/31/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.