Details

Investigação das atividades mutagênica, antimutagênica e antioxidantede extratos etanólicos de Aiouea trinervis, Nectandra cissiflora,Ocotea minarum (Lauraceae) e dos alcalóides triptofol, ocoteína edicentrina

by Rosa Guterres, Zaira da

Abstract (Summary)
O cerrado brasileiro (savana Americana tropical) é uma região semiárida,na qual as plantas são submetidas ao estresse metabólico, que induzmecanismos de defesa quando confrontado com condições ambientaisdesfavoráveis. A família Lauraceae é formada por 52 gêneros eaproximadamente 2500 espécies, consistindo principalmente de árvores earbustos ricos em metabólitos secundários, tais como lignanas (sesamina,metilpiperitol e poliprenol-12), g-lactonas (isoobtusilactona), alcalóides,flavonóides e terpenos, os quais têm mostrado diferentes atividades biológicase farmacológicas. Várias plantas da família Lauraceae são consideradasespécies do cerrado brasileiro, ameaçadas de extinção. Em estudosfitoquímicos realizados com as espécies Aiouea trinervis, Nectandra cissiflora eOcotea minarum, conduzidos pelo Departamento de Química da UniversidadeFederal do Mato Grosso do Sul (UFMS) foram identificados entre outrosmetabólitos a sesamina e flavonóides, os quais são atribuídos atividadeantioxidante e antigenotóxica. A atividade antioxidante de extratos etanólicos(EE) foi avaliada in vitro usando o ensaio antioxidante 2,2-diphenyl-1-picrydrazyl (DPPH). O teste para detecção de mutação e recombinaçãosomática em células de asas (SMART) em Drosophila melanogaster é um testede curta duração para a detecção de atividade genotóxica de compostos purosou misturas complexas, assim como para estudos de antigenotoxicidade. OSMART foi usado para avaliar a genotoxicidade e /ou antigenotoxicidade dosEE, da g-lactona (isoobtusilactona) e dos alcalóides (triptofol, ocoteína edicentrina). O objetivo do presente estudo foi verificar: 1] a atividadeantioxidante de (EE) obtidos de folhas de Aiouea trinervis, de folhas e caule deNectandra cissiflora e folhas e frutos de Ocotea minarum; 2] os efeitosgenotóxicos (avaliados quanto aos efeitos mutagênicos e recombinogênicos)de EE obtidos de folhas e frutos de Aiouea trinervis, de folhas e caule deNectandra cissiflora e folhas e frutos Ocotea minarum, e da g-lactona(isoobtusilactona), e dos alcalóides triptofol, ocoteína e dicentrina; 3] os efeitosantimutagênicos de EE obtidos de folhas de Aiouea trinervis, de folhas e caulede Nectandra cissiflora, de folhas e frutos de Ocotea minarum. Os dados observados com o teste DPPH demonstraram a atividade anti-radical dosextratos obtidos das folhas de Aiouea trinervis e Nectandra cissiflora e dosfrutos de Ocotea minarum. Somente os alcalóides ocoteína e dicentrinaapresentaram atividade genotóxica. Devido a esses resultados os EE de folhasde A. trinervis, folhas e caule de N. cissiflora e folhas e frutos de O. minarumforam associados com o gerador de radicais livres doxorrubicina (DXR) paraavaliação de antigenotoxicidade. De modo geral, quando os EE foramcombinados com DXR, os resultados indicaram efeitos antigenotóxicosrelacionados com dose específica e dependendo dos metabólitos secundáriosencontrados em cada tipo de extrato, os quais provavelmente operam por meiode diferentes mecanismos de ação.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Mário Sérgio Mantovani; Júlio César Nepomuceno; Edson Luis Maistro; Berenice Quinzani Jordão; Denise Crispim Tavares; Mario Antonio Spano

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: Atividade antioxidante

ISBN:

Date of Publication:09/26/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.