Details

Avaliação da suscetibilidade a antifungicos de dermatofitos do genero Microsporum

by Correa, Fernanda Simas

Abstract (Summary)
Dermatófitos do gênero Microsporum acometem preferencialmente pele e pêlos, sendo M.canis e M.gypseum as espécies mais isoladas em nosso meio. Antifúngicos tópicos e sistêmicos são indicados para o tratamento destas dermatofitoses, que é considerado mais difícil quando comparado ao de outros gêneros de fungos queratinofílicos. Deste modo, a determinação da suscetibilidade aos antifúngicos in vitro destes microrganismos é de interesse para embasamento da terapêutica empírica, avaliação de falhas terapêuticas, e testes de novos antifúngicos. No entanto, os dermatófitos não foram incluídos no documento relacionado do CLSI (M38-A, 2002). Os estudos disponíveis até o momento, utilizando conídios dos fungos, apresentam resultados muito divergentes, devido a falta de padronização e o grande número de variáveis pré-analíticas envolvidas. Em adição, uma vez que a forma de hifas predomina no tecido infectado, há controvérsias sobre o fato de se a forma conidial seria adequada para os testes. Há poucos relatos na literatura sobre avaliação dinâmica de crescimento de fungos e a taxa de inibição destes por drogas antifúngicas, mas nenhum destes realizados com dermatófitos. Este estudo se propôs a determinar condições para realização do teste de suscetibilidade pelo método de microdiluição em caldo e padronizar a avaliação de crescimento dinâmico pelo sistema BCT® para seis cepas do gênero Microsporum, determinando respectivamente CIM e CFM e taxas de inibição de crescimento frente a ciclopirox olamina, terbinafina e griseofulvina. Os resultados obtidos apontaram: ágar batata como o melhor meio de cultura para produção de conídios, inóculo de 1x 103 células/ml, incubação de 7 dias a 28ºC e leitura final considerando 100% de inibição do crescimento para o teste de microdiluição em caldo. Os resultados de CIM variaram de 1,0 a 16,0 µg/ml para ciclopirox olamina, de 0,005 a 0,004 µg/ml para terbinafina e de 2,5 a 20,0 µg/ml para griseofulvina. No Sistema Automatizado BioCell-Tracer® os testes foram realizados com: concentração de PLL de 0,05%; inóculo ? 1x106 conídios/ml em 5?l; incubação a 30ºC por 72 a 96h; 30ºC como temperatura de realização do teste e tempo total de experimento de 3 horas e 30 minutos. Todas as cepas apresentaram taxa de inibição de crescimento acima de 85% na fase de exposição à droga frente aos antifúngicos avaliados, na concentração equivalente ao resultado de CIM obtido pela técnica de microdiluição em caldo e, em pelo menos, uma diluição abaixo
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Angelica Zaninelli Schreiber; Angelica Zaninelli Schreiber [Orientador]; Paulo Eduardo Neves Ferreira Velho; Ana Beatriz Alkmin Teixeira Loyola

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Teste de suscetibilidade

ISBN:

Date of Publication:02/09/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.