Details

Avaliação da resistencia de união de sistemas adesivos de dupla-presa, fotoativados e autopolimerizavel indicados para cimentação de peças proteticas

by Lorena de, Maria Jose

Abstract (Summary)
O propósito deste estudo in vitro foi avaliar a influência de diferentes sistemas de cimentação que utilizam adesivos dentinários fotoativáveis, de duplapresa e autopolimerizável na resistência à tração (TR) de restaurações indiretas em compósito no substrato dentinário. Trinta e seis terceiros molares extraídos e com tecido dentinário sadio foram seccionados perpendicularmente ao seu longo eixo, na região do terço oclusal da porção coronária com um disco diamantado dupla face e abrasionados com lixa de carboneto de silício (SiC) de granulações 400 e 600, expondo uma superfície dentinária plana de profundidade média sem remanescente de esmalte, observado através do critério visual. Os dentes foram divididos aleatoriamente em seis grupos experimentais de acordo com os sistemas de cimentação (n=6): Grupo 1 - Single Bond/3M-ESPE (SB) e Grupo 2 Scotchbond Multipurpose Plus/3M-ESPE (SBMP), em associação com o cimento resinoso Rely X/3M-ESPE (RX); Grupo 3 - Prime & Bond NT/Dentsply (PB), e Grupo 4 - Prime Bond NT + Self-Cure Activator/Dentsply (PBA), associado ao cimento resinoso Enforce/Dentsply (EN); Grupo 5 - Clearfil SE Bond/Kuraray (CSB) e Grupo 6 - ED Primer/Kuraray (ED), em associação com o cimento resinoso Panavia F/Kuraray (PF). Após a aplicação dos sistemas adesivos de acordo com as recomendações dos fabricantes, foram fixados discos de compósito Clearfil APX (Kuraray) com aproximadamente 2 mm de espessura, com os respectivos cimentos resinosos. Os grupos tiveram os adesivos fotoativados previamente (1, 3, 5) e após a cimentação por 40 segundos. Nos grupos 2, 4 e 6 foram utilizados os adesivos duais e o autopolimerizável sem fotoativação inicial e todo sistema fotoativado por 40 segundos apenas após a fixação. Foram realizadas secções paralelas ao longo eixo das amostras nos sentidos vestíbulolingual (VL) e mésio-distal (MD), originando espécimes em forma de paralelepípedo com área de secção transversal de aproximadamente 0,8 mm2. Quatro espécimes, de cada amostra foram testados em um dispositivo para microtração acoplado em Máquina Universal de Ensaio (4411 Instron), com velocidade de 0,5 mm/min. Os resultados obtidos foram expressos em MPa e submetidos à Análise de Variância e ao Teste de Tukey (5%). Os valores médios de TR (MPa) foram os seguintes: Grupo 1 (SB/RX) = 26,74 ± 7,44 ab; Grupo 2 (SBMP/RX) = 32,89 ± 6,16 a; Grupo 3 (PB/EN) = 26,11 ± 4,48 ab; Grupo 4 (PBA/EN) = 25,30 ± 6,42 ab; Grupo 5 (CSB/PF) = 16,82 ± 5,52 bc e Grupo 6 (ED/PF), = 11,20 ± 6,79 c. O grupo 2 (SBMP/RX) apresentou maior TR que os grupos 5 e 6, os quais utilizaram adesivos autocondicionantes. Na comparação entre sistemas adesivos de mesmo fabricante e com o mesmo agente de fixação resinoso, não houve diferença significativa entre eles, exceto para os materiais do fabricante Dentsply
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marcelo Giannini; Marcelo Giannini [Orientador]; Milton Fernando de Andrade e Silva; Lourenço Correr Sobrinho

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Dentina Adesivos dentarios

ISBN:

Date of Publication:10/25/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.