Details

Avaliação da qualidade da assistência aos portadores de úlceras venosas atendidos no ambulatório de um hospital universitário em Natal/RN

by das Neves, Oniele Oliveira

Abstract (Summary)
Estudo descritivo que objetivou avaliar a qualidade da assistência aos portadores de úlceras venosas (UVs) atendidos no ambulatório de um hospital universitário emNatal/RN. A população alvo do estudo foi composta por 40 usuários portadores de úlceras venosas atendidos no ambulatório de angiologia de um hospital universitáriode ensino no nível terciário. O estudo obteve parecer favorável do Comitê de Ética da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Protocolo nº 169/06). A coleta dedados foi realizada por meio de um formulário com roteiro de entrevista e coleta de medidas biofisiológicas, por uma equipe composta pelos pesquisadores e uma acadêmica de enfermagem, no período de três meses. Os dados foram analisados no SPSS 14,0, por meio de estatística descritiva e apresentados na forma de tabelas, quadros e gráficos. Identificamos uma clientela de portadores de UVspredominantemente feminina, casada, faixa etária de até 59 anos, baixo nível de escolaridade e renda familiar, procedentes de Natal, aposentados ou que exerciamprofissões e ocupações que exigem longos períodos em pé ou sentado. Em relação às características de saúde, os pesquisados apresentaram fatores de risco de doença venosa e apresentavam UVs crônicas, localizadas na zona 2, perda tecidual em grau II e exsudato seroso em média quantidade. A assistência aos portadores de UVs foi caracterizada pela falta de profissionais enfermeiros e indisponibilidade deprodutos para a realização correta do curativo no ambulatório e fora dele; pela inadequação de produtos utilizados nas UVs; por longos períodos de tratamento sem resolutividade, onde a terapia compressiva não é prioritária; pela ausência deintegralidade entre os níveis de assistência; pelo acompanhamento do portador de UVs apenas pelo médico e pela enfermagem, mesmo tendo os outros profissionaisda equipe de saúde presentes no serviço; pela realização de orientações pelos profissionais de saúde e pela falta de padronização na realização de exames laboratoriais e específicos. A assistência foi avaliada como inadequada nosaspectos: referência e contra-referência (75,0%), número de consultas com angiologista no último ano (87,5%), documentação dos achados clínicos (85,0%), uso de terapia compressiva nos últimos 30 dias (77,5%), participação da equipe interdisciplinar (97,5%), realização de exames laboratoriais e específicos no último ano (100%), disponibilidade de produtos usados na realização dos curativos no ambulatório (80,0%), e indicação de produtos usados na realização dos curativos fora do ambulatório (70,0%); e adequada nas orientações realizadas quanto ao usode meias, elevação dos membros e prescrição de exercícios regulares (82,5%) e indicação de produtos usados na realização dos curativos no ambulatório (97,5%).Concluímos que a assistência prestada aos portadores de UV foi inadequada em 80% dos casos entrevistados, tornando-se não-resolutiva e assistemática
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Glaucea Maciel de Farias; Gilson de Vasconcelos Torres; Eline Lima Borges

School:Universidade Federal do Rio Grande do Norte

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Avaliação Qualidade Assistência ENFERMAGEM

ISBN:

Date of Publication:

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.