Details

Crítica da razão solitária: a psicologia social de George Herbert Mead

by Sass, Odair

Abstract (Summary)
Este é um estudo teórico da psicologia social do filósofo epsicólogo norteamericano George Herbert Mead (1863-1931).Os recortes estabelecidos em termos da temática - os pressupostose o sistema conceitual da psicologia social - e do tratamentodas formulações do autor, indicam o teor monográfico deste trabalho.Por isso ele talvez possa ter considerado um estudo teóricode base, isto é, um retorno às teorias clássicas com a finalidade decontribuir para o desenvolvimento atual da ciência psicológica.Dois movimentos são privilegiados neste estudo. O primeirorepoe a discussão sobre o Pragmatismo. O segundo concentra-se na leitura dos conceitos básicos da psicologia social meadiana.Em decorrência disso, as principais consequências podem serassim resumidas: 1ª) a crítica do Pragmatismo exige muito mais do quetem sido apressadamente dito acerca dessa vertente do pensamento filosófico e científico; 2ª) a psicologia social de Mead gera um modelopsicológico básico de análise das relações sociais e do processo deindividuação; 3ª) tal modelo é compatível com a concepção histórico-social da psicologia, elaborada a partir da teoria marxista da sociedade; 4ª) a estruturação aberta do referido modelo permite expandi-la para áreas do conhecimento de acesso difícil à psicologia; entre asquais pode-se incluir as teorias da moral e da economia política, dalinguagem e da ciência da educação.Daí também a permanência de uma interlocução tensionada, noduplo sentido da atração e repulsão relativas a certos pressupostosconsequências do referido modelo
Bibliographical Information:

Advisor:Iray Carone

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:psicologia social

ISBN:

Date of Publication:11/30/1992

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.