Details

A estética da dissonância nas obras de Charlotte Brontë

by Rocha, Patricia Carvalho

Abstract (Summary)
Charlotte Bront (1816-1855), figura importante no questionamento da ideologia do feminino na sociedade vitoriana, evidencia em suas obras não apenas uma preocupação com a arbitrariedade atrelada ao conceito de gênero no século XIX, mas também uma reflexão sobre esse conceito por meio de personagens construídas em dissonância com a ideologia do período. Em 'The Professor', Jane Eyre, Shirley e Villette apresentam personagens à margem dos ideais de gênero comuns no século XIX e que questionam explicitamente o paralelismo vigente na época entre sexo e gênero, assim como a crença em uma suposta essência do feminino capaz de justificar uma postura submissa da mulher perante o homem. Objetivando uma leitura contemporânea das discussões apresentadas por Bront em seus romances, valho-me de teorias de gênero de cunho social e performático, mais especificamente da vertente proposta por Judith Butler, nas quais se vislumbra um novo paradigma capaz de abarcar a fragmentação, o pluralismo e a multiplicidade de possibilidades performáticas nas questões de gênero, conforme apresentado pela autora.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Sandra Regina Goulart Almeida; Constancia Lima Duarte; Sara Del Carmen Rojo de La Rosa; Lucia Helena de Azevedo Vilela; Julio Jeha; Rita Terezinha Schmidt; Maria Cristina Martins

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Brontë, Charlotte, 1816-1855 Crítica e interpretação Teses. Literatura Sexo Diferenças Alteridade Performance

ISBN:

Date of Publication:06/20/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.