Details

Aplicação da escala de qualidade de Vida específica para AVE (EQVE-AVE) em hemiplégicos agudos: propriedades psicométricas e sua correlação com a classificação internacional de funcionalidade incapacidade e saúde.

by Neto, Mansueto Gomes

Abstract (Summary)
As mensurações de qualidade de vida devem cobrir os domínios afetados pela doença, terem características de administração adequadas aos pacientes e apresentar boa confiabilidade e validade nesta população. A utilização da Classificação Internacional de Funcionalidade Incapacidade e Saúde (CIF) e o desenvolvimento de instrumentos de mensuração em saúde vêm crescendo no mundo, sendo necessário identificar a existência de correlação das mensurações com o modelo da CIF. Os objetivos desse estudo foram, examinar a validade dos padrões de pontuação dos itens e a validade dos padrões de resposta da Escala de Qualidade de Vida Específica para AVE (EQVE-AVE) em hemiplégicos agudos e correlacionar seus itens e conceitos com as categorias da CIF. O estudo em questão foi realizado em duas etapas. Na primeira, foram recrutados 50 hemiplégicos agudos da comunidade, para aplicação e avaliação das propriedades psicométricas da EQVE-AVE e na etapa dois foi realizada a correlação da EQVE-AVE com as categorias da CIF por dois profissionais da saúde com conhecimento dos domínios, categorias e taxonomia da classificação, que trabalharam de forma independente. As propriedades psicométricas foram avaliadas pelo modelo Rasch, que permite calibrar a dificuldade dos itens e o nível de habilidade dos indivíduos em um mesmo contínuo linear simples, dividido em intervalos iguais, ou logits, ao longo dos quais cada ítem da escala e cada indivíduo são alinhados. A EQVE-AVE foi aplicada em 48 hemiplégicos agudos com, 56,26 ± 13,48 anos, isquêmicos e hemorrágicos. O resultado da análise Rash demonstrou uma estimativa de consistência interna ou estabilidade de calibração dos itens de 0,93 e das medidas de habilidade dos hemiplégicos de 0,98. Quanto a separação dos indivíduos e itens a análise indicou valores de 6,55 e 3,69 respectivamente, indicando uma adequada separação para os indivíduos e itens e que a escala foi bem distribuída cobrindo a maior parte do contínuo de habilidade dos indivíduos. Dos 49 itens, quatro (8,2%), foram considerados erráticos (mais que 5% do total de itens). Quanto à correlação da EQVE-AVE com a CIF, dos 49 itens da escala, um total de 57 conceitos foram identificados e correlacionados com a CIF. Os conceitos contidos nos itens foram correlacionados com 24 categorias do componente função corporal, 27 com o componente atividade e participação e três com o componente fatores contextuais. O grau de concordância entre os avaliadores foi estimado pelo coeficiente de Kappa, que variou de 0,75 a 1,00, apresentando assim uma adequada concordância entre os examinadores. A EQVE-AVE demonstrou ser uma escala abrangente, incluindo no seu escopo, vários conceitos, referentes aos domínios relacionados com os componentes da CIF, e que são importantes na avaliação de desfechos significativos para o fisioterapeuta, além de apresentar uma adequada concordância entre os avaliadores, quanto à correlação dos seus conceitos e as categorias da CIF. Porém, apesar de uma boa estabilidade de calibração dos itens e das habilidades dos hemiplégicos e de uma boa distribuição da escala para cobrir o contínuo de habilidade dos indivíduos, deve-se ter cautela na aplicação e interpretação dos itens erráticos, pelo fato deles comprometerem a validade de constructo da escala.
Bibliographical Information:

Advisor:Luci Fuscaldi Teixeira Salmela; Maria das Graças Araújo; Fatima Valeria R de P L Goulart

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:hemiplegicos teses psicometria qualidade de vida instrumentos mediã§ã£o incapacidade avaliaã§ã£o acidente cerebrovascular decs estudos em saãºde

ISBN:

Date of Publication:08/01/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.