Details

Expressão da e-caderina e do ki-67 nas lesões de colo uterino.

by Silva Melo, Alessandra Muniz

Abstract (Summary)
Caderinas E ou caderinas epiteliais medeiam adesões no tecido epitelial, por serem glicoproteìnas transmembranosas dependentes de cálcio para ligarem-se. Encontram-se na superfície de células destinadas a se unir e tem a particularidade de interagir quando são idênticas entre si, formando uniões do tipo homofílicas. Sua expressão nos tecidos epiteliais tem motivado estudos a fim de verificar seu comportamento nas lesões de colo uterino e estabelecer comparações com a manifestação do Ki-67, por ser um marcador de proliferação celular largamente utilizado na determinação da função de crescimento de uma neoplasia humana. Neste trabalho analisamos a expressão da E-caderina e do Ki- 67 no câncer de colo uterino, e nas lesões precursoras fornecendo informações adicionais na progressão dessa neoplasia.Verificamos a distribuição da E-caderina nos diferentes tipos de lesões. Neste trabalho, foram estudadas 64 biópsias: 10 de pacientes com cervicite crônica, 13 de pacientes com diagnóstico de NICI , 11 com NICII, 20 com NICIII, 10 com carcinoma invasivo. Realizamos o estudo imunohistoquímico para a E-caderina e Ki-67 em todas as biópsias, investigando a correlação entre os dois, nos diferentes tipos de lesões.Estudamos também as diferentes formas de expressão da E-caderina em todas as lesões. Observamos que a expressão da E-caderina foi maior nas biópsias de cervicite crônica do que nas com carcinoma invasivo e NICIII. As biópsias com NICI também apresentaram maior manifestação do que as com NICII e NICIII; através das medianas (p=0,0005).Não foi observada diferença significante nesta expressão em NICII em relação aos grupos de cervicite, NICI e NICIII. Para o marcador Ki-67 obtivemos diferenças nas biópsias com cervicite crônica e NICI que apresentaram menor positividade do que nas biópsias com carcinoma invasivo, NICII e NICIII. Dados esses obtidos através das medianas (p=<0,0005). O carcinoma invasivo apresentou maior proliferação celular marcada pelo Ki-67 do que NICI e NICII. Quando investigada a distribuição da E-caderina, verificamos uma distribuição morfológica diferente para cada tipo de lesão. Consideramos dois tipos de distribuição: uma do tipo desigual e outra uniforme. Os casos de cervicite e NICI apresentaram forma do tipo uniforme de distribuição e NICIII e carcinoma invasivo forma do tipo desigual. Em NICII, verificamos oito casos com distribuição desigual e três com uniforme. A associação da E-caderina e ki-67, como moléculas de adesão e marcador de proliferação fornece um importante aparato para o diagnóstico ao estabelecer-se o nível da lesão da cérvice uterina e a sua correlação com a manifestação destes marcadores. Porém, ainda existem resultados não esclarecidos como a alta manifestação do Ki-67 em uma das amostras de NICI.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Patricia Maluf Cury; Lucia Buchalla Bagarelli; Paula Rhahal

School:Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:GINECOLOGIA E OBSTETRICIA Ginecologia Ferimentos e Lesões Colo do Útero Antígeno Ki-67

ISBN:

Date of Publication:

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.