Details

Avaliação da eficiência de três métodos utilizadoscomo controle da qualidade dos exames citopatológi-cos cervicais classificados como negativos no escrutí-nio de rotina Evaluation the efficiency of three methods of internal quality control of the cytopathology classifield as negative ciuring routine screening.

by Cláudio Manrique, Edna Joana

Abstract (Summary)
Este estudo comparou a eficiência da revisão rápida de 100%, revisão aleatória de 10% e revisão de esfregaços selecionados com base em critérios clínicos como método de controle interno da qualidade dos esfregaços cervicais negativos no escrutínio de rotina e verificou se os resultados falso-negativos identificados pela revisão rápida variam com a adequabilidade da amostra e com a idade da mulher. Teve como base à população feminina usuária do Sistema Único de Saúde de Goiânia-GO, que se submeteu ao exame citopatológico realizado no Laboratório de Análises Clínicas Rômulo Rocha da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Goiás. Os 5.530 esfregaços classificados como negativos no escrutínio de rotina foram submetidos ao método de revisão rápida de 100%, em seguida, foram selecionados os esfregaços com base em critérios clínicos e 10% do total de esfregaços negativos e submetidos às respectivas revisães. Quatro citologistas se alternaram durante as revisões. Após as revisões os resultados concordantes foram considerados como diagnóstico final, enquanto que, os divergentes foram analisados por um terceiro citologista, que em reunião de consenso definiu o diagnóstico final. Todas as etapas foram às cegas e os resultados classificados de acordo com o Sistema de Bethesda. Para análise estatística as variáveis foram estudadas de maneira descritiva e aplicado o Teste do Qui-quadrado. A revisão rápida de 100% identificou 141 esfregaços suspeitos, desses 84 (59,6%) foram considerados positivos pelo diagnóstico final, dos quais 36 (25,5%) foram classificados como células escamosas atípicas de significado indeterminado (ASC-US), cinco (3,5%) como células escamosas atípicas, não podendo excluir lesão de alto grau (ASC-H), 34 (24,1%) como lesão intra-epitelial escamosa de baixo grau (LSIL), seis (4,3%) como lesão intra-epitelial de alto grau (HSIL) e três (2,1%) células glandulares atípicas (AGC). Dos 84 esfregaços suspeitos e confirmados pelo diagnóstico final, 62 (73,8%) foram classificados como satisfatório e 22 (26,2%) satisfatórios, porém com alguma limitação, mas não observou diferença significativa com a idade da mulher. O método de revisão rápida identificou 19 esfregaços como insatisfatórios, desses 16 (84,2%) foram confirmados pelo diagnóstico final. Dos 1.279 esfregaços revisados com base em critérios clínicos, 24 foram considerados alterados. Desses 19 (79,2%) foram confirmados como positivos pelo diagnóstico final, sendo nove (47,3%) classificados como ASC-US, um (5,3%) ASC-H, oito (42,1%) LSIL e um (5,3%) HSIL. Dos 560 esfregaços analisados pela revisão de 10%, 13 foram considerados alterados, desses seis (46,2%) foram confirmados pelo diagnóstico final, sendo quatro (30,8%) classificados como ASC-US, um (7,7%) LSIL e um (7,7%) HSIL. Portanto, a revisão rápida de 100% é uma alternativa mais eficiente na detecção de resultados falso-negativos dos exames citopatológicos, como método de controle interno da qualidade, do que a revisão aleatória de 10% e revisão com base em critérios clínicos. Observou-se, também que a revisão rápida apresentou melhor desempenho quando a amostra foi classificada como satisfatória para análise, porém não varia com a idade da mulher.
Bibliographical Information:

Advisor:Rita Goreti Amaral

School:Universidade Federal de Goiás

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:câncer cervical controle da qualidade revisão rápida falso negativo cancer quality control rapid rescreening false negative ciencias saude ? rastreamento exame cito patológico citopatológico 100 aleatória de 10 n

ISBN:

Date of Publication:03/16/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.