Details

Avaliação da recuperação de área degradada através de indicadores ambientais biológicos e pedológicos na APE Mutuca, Nova Lima

by Almeida Sampaio, Claudia de

Abstract (Summary)
Na busca pela recuperação dos ambientes naturais é imperativo fazer pesquisas voltadas para a avaliação de indicadores ambientais, os quais devem demonstrar o grau de recuperação do solo e da flora. Esta dissertação objetivou avaliar algumas características pedológicas e biológicas como possíveis indicadores ambientais, que possibilitem reconhecer e avaliar o processo de recuperação de uma área degradada. A área de estudo foi dividida em 4 zonas: impactada (estrada), não impactada (mata nativa) e em recuperação. Esta última foi subdividida em Zona de Recuperação I (ZRI, correspondente à borda) e Zona de Recuperação II (ZRII, correspondente ao centro). As amostras foram coletadas na estação seca/2004 e chuvosa/2005, na APE Mutuca, Nova Lima-MG. Para a avaliação dos pedoindicadores foram analisadas porcentagem de argila, porcentagem de estabilidade de agregados, pH e matéria orgânica. Como bioindicadores foram avaliados índice de área foliar, luz incidente, porcentagem de recobrimento do solo e respiração microbiana. Testes de Tukey e Kruskal-Wallis foram realizados em cada indicador para conhecer as similaridades entre as zonas. As análises de correlação entre pH e % estabilidade de agregados, pH e % matéria orgânica, e, índice de área foliar e luz incidente indicam que são inversas e significativas. As correlações entre índice de área foliar e % recobrimento do solo, % recobrimento do solo e respiração microbiana, e, % matéria orgânica e respiração microbiana indicam tendência direta e significativa. As tendências das correlações entre % argila e pH, % argila e % estabilidade de agregados, % argila e % matéria orgânica, % estabilidade de agregados e % matéria orgânica, e, índice de área foliar e % recobrimento do solo não podem ser confirmadas. A análise fatorial utilizando o método de componente principal apenas apresenta a influência espacial dos indicadores, onde o componente 1 indica que a maior concentração de MO leva a maior RM, e, aparentemente, a LI influencia negativamente os processos microbianos. O componente 2 demonstra que a influência do IAF é oposta a %RS, enquanto que, aparentemente, o pH e a %EA indicam que quando maior a acidez do solo, menor será a estabilidade dos agregados. O componente 3 mostra que a % argila é idependente de qualquer outro indicador. A análise da função discriminante canônica mostra que todas as zonas diferem entre si, contudo a ZRI é mais semelhante à MN do que à ZRII e à E. A % argila e %EA representam os indicadores que possuem pouco poder de avaliação. Considera-se que os pedoindicadores selecionados informaram, adequadamente, o grau de recuperação do solo, e os bioindicadores demonstraram que a recuperação do componente biótico está sendo alcançada. Por fim, ressalta-se que, os projetos de recuperação de áreas degradadas devem ser avaliados periodicamente, a fim de garantir que seus objetivos sejam atingidos, no menor tempo possível.
Bibliographical Information:

Advisor:Cristiane Valeria de Oliveira; Vilma Lucia Macagnan Carvalho; Rodrigo Pinto da Matta Machado; Luiz Eduardo Dias

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:nova lima mg aspectos ambientais teses pedologia

ISBN:

Date of Publication:05/26/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.