Details

Caracterização da captura incidental de tartarugas marinhas pela pesca de espinhel pelágico no Nordeste do Brasil

by Coluchi, Rodrigo

Abstract (Summary)
As características biológicas das tartarugas marinhas em conjunto com as diversas perturbações antrópica sofridas ao longo do tempo têm reduzido várias populações para níveis quase inviáveis de se manterem, atualmente, as quatro espécies registradas nesse trabalho são citadas na lista de fauna ameaçada da União Internacional para Conservação da Natureza - IUCN (Caretta caretta, Chelonia mydas, Dermochelys coriacea e Lepidochelys olivacea). Entre os principais riscos que estão sujeitas as tartarugas marinhas podemos citar as atividades pesqueiras de maneira geral e em especial o espinhel pelágico de superfície. O presente estudo apresenta o monitoramento realizado junto a duas frotas estrangeiras de espinhel de superfície sediadas no nordeste do Brasil, ente outubro de 2004 e setembro de 2005. Ambas atuaram no Atlântico Sul Ocidental, sendo que o espinhel chinês teve como objetivo a captura de atuns (Thunnus spp), utilizando peixe como isca, anzol tipo ?tunna hook? e imersão do petrecho de pesca durante o dia. A espécie alvo do petrecho chamado de americano foi o espadarte (Xiphias gladius), que se caracterizou por utilizar lula como isca, anzol tipo ?J? 9/0 offset 5º, atrator luminoso, imersão noturna e mais rasa do que o chinês. As informações a respeito do esforço e das capturas foram provenientes de observadores de bordo e utilizadas para calcular os índices de capturas de tartarugas por 1000 anzóis (CPUE). O petrecho americano capturou mais tartarugas (CPUE= 0,059, N= 113) e foi mais representado por D. coriacea, enquanto o espinhel chinês apresentou CPUE = 0,018 (N= 89) e L. olivacea como a espécie mais numerosa. O local mais comum de insersão do anzol em C. caretta, C. mydas e L. olivacea foi a boca. As D.coriacea foram mais capturadas quando o anzol se prendeu externamente. Não houve diferença significativa das capturas conforme o tipo de anzol, e os indivíduos liberados vivos predominaram. Os resultados encontrados corroboram com o maior potencial de capturas de tartarugas atribuído às características do petrecho que tem como alvo os espadartes. No entanto, testes estatísticos demonstraram que, apesar do petrecho voltado à captura de atuns interagir menos com tartarugas marinhas, as capturas na pescaria chinesa foram subestimadas devido à dificuldade de comunicação do observador com a tripulação e recolhimento do espinhel durante a noite
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Jorge Eduardo Lins Oliveira; Ricardo Clapis Garla; Fúlvio Aurélio de Morais Freire; Paulo Eurico Pires Ferreira Travassos

School:Universidade Federal do Rio Grande do Norte

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Tartarugas marinhas Espinhel pelágio Nordeste do Brasil ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS

ISBN:

Date of Publication:12/08/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.