Details

Avaliação da eficácia antimicrobiana do extrato hidroalcoólico dos frutos de punica granatum l. (romã) na placa bacteriana

by Siqueira Menezes, Silvana Magalhães

Abstract (Summary)
A avaliação, in vivo, do efeito do Extrato hidroalcóolico dos frutos da Punica granatum L. (EHA) na inibição da placa bacteriana supragengival, foi realizada em portadores de aparatologia ortodôntica fixa. O material foi coletado pela manhã, após 24 horas sem higiene oral, de 23 homens e 37 mulheres (com idade variando entre 9 e 25 anos), em consultório odontológico, na cidade de Crato (Ceará), Brasil. Após randomização, foram divididos em três grupos de vinte indivíduos cada. Grupo 1 - EHA; Grupo 2 - gluconato de clorhexidina a 0,12% (CLX); Grupo 3 (controle) ? água destilada . Cada grupo recebeu, sob a forma de bochecho de 1 minuto, 15 ml do EHA (60mg/ml), do CLX e da água destilada. A placa dentária foi coletada antes e após o bochecho com uma destas três substâncias. As colônias bacterianas foram contadas para determinação de unidades formadoras de colônias (UFC/ml) e determinou-se a concentração inibitória mínima (CIM) e o tempo de duração do efeito do EHA sobre os microorganismos da placa dentária. Avaliou-se a atividade antimicrobiana in vitro do EHA e da CLX sobre 14 linhagens patogênicas do Banco de Microorganimos da Faculdade de Medicina de Juazeiro ? FMJ. Foi determinada a CIM do EHA frente a quatro linhagens sensíveis (S. amp;#946;-hemoliticus, S.aureus, P. aeruginosa e C. albicans). A análise estatística (Mann-Whitney U) não mostrou diferença entre os grupos EHA e CLX (p = 0.7251), mas uma diferença significante foi observada no EHA (plt; 0.0001), quando comparado com o grupo controle. As porcentagens de inibição foram de 83.5% e 79%, após bochecho com EHA e CLX, respectivamente. A CIM do EHA sobre os microorganismos da placa dentária foi de 15 mg/ml. Houve uma redução em UFC/ml de 72.2% e de 63.8%, imediatamente após o bochecho com EHA e 1 hora depois, respectivamente. O EHA apresentou um efeito antibacteriano semelhante ao observado com a CLX, ambos mostraram-se ativos contra as linhagens de S. aureus, S. amp;#946;-hemolyticus, S. amp;#946;-hemolyticus, P. aeruginosa, E. coli, K. pneumoniae e P. vulgaris. O EHA foi efetivo contra C. albicans. A CIM do EHA sobre linhagens de S. amp;#946;-hemolyticus, S. aureus, P. aeruginosa e C. albicans foram, respectivamente, 1.87, 3.75, 7.5 e 15 mg/ml. O EHA apresenta uma atividade significante contra microorganismos presentes na placa dentária
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Cláudia do Ó Pessoa; Francisca Cléa Florenço de Sousa; Glauce Socorro de Barros Viana

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Punicaceae ? Efeitos de drogas Placa Dentária Ortodontia - microbiologia Gengivite

ISBN:

Date of Publication:10/29/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.